Sexta, 30 Agosto 2019 10:53

Mês da conscientização sobre o uso racional de energia elétrica

720x480 uso racional energia todos2

Pelo segundo ano consecutivo, a Unifesp promove a campanha para o uso racional de energia elétrica nas dependências da universidade. O objetivo dessa ação é divulgar boas práticas que visam causar o mínimo impacto ao meio ambiente.

Confira algumas dicas para você economizar energia:

- Apague sempre as lâmpadas dos ambientes desocupados
- Aproveite a luz natural do dia
- Desligue o monitor do computador em períodos de ausência acima de 15 minutos
- Quando o ar-condicionado estiver ligado, mantenha as janelas e portas fechadas, evitando a entrada de ar quente
- No inverno ou em dias frios, desligue o ar-condicionado central ou individual e manter somente a ventilação
- Utilize as escadas para pequenos deslocamentos
- Evite que as portas de freezers e geladeiras fiquem abertas desnecessariamente
- Não coloque alimentos quentes dentro da geladeira

Confira a lista completa de Boas Práticas para economia de energia elétrica, elaborada pelo Departamento de Gestão e Segurança Ambiental da universidade.

Em consonância com a Política de Excelência em Sustentabilidade da Unifesp (PENSA-UNIFESP) e com as metas de redução do uso de energia elétrica estabelecidas por cada campus no Plano de Gestão de Logística Sustentável (PLS-UNIFESP), a campanha reforça a participação e o engajamento de toda a comunidade.

Repense seus hábitos, coloque em prática o consumo consciente e ajude a construir uma Unifesp mais ambientalmente sustentável. Isso também depende de você!

O que vem sendo feito

Em novembro de 2018 foi criado um Grupo de Trabalho Técnico, com servidores de todos os campi, com o objetivo de revisar anualmente a demanda e o consumo de energia elétrica da universidade e também de propor melhorias para redução do consumo.

Ao longo de 2019 tem ocorrido reuniões mensais por videoconferência, onde o grupo analisa o consumo das unidades que possuem contratos de média tensão. Com a análise da demanda faturada (num período de 24 meses), foi possível ajustar a demanda contratada de algumas unidades junto às concessionárias de distribuição de energia. Tais adequações têm impacto direto nos recursos orçamentários, uma vez que a economia resultante da nova demanda contratada tende a ser destinada a outras despesas prioritárias. Deste modo, otimiza-se o uso sustentável do orçamento da universidade.

Acesse também:

- Consumo de água e de energia dos campi da Unifesp
- Manual de economia de energia (PUCRS)
- Cartilha de utilização consciente de energia elétrica (CPFL)

Lido 1149 vezes Última modificação em Quinta, 12 Setembro 2019 16:43

Mídia