Sexta, 26 Fevereiro 2016 17:06

Hemocentro da Unifesp precisa de doações de sangue e medula óssea

Atendimento é feito de segunda a sábado, a partir das 8h

Por Mayara Toni

O Hemocentro da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) precisa de doações de sangue e medula óssea. Além de suprir o Hospital São Paulo, ele também abastece os bancos de outros hospitais. São eles: Hospital do Rim, Hospital Geral de Pirajussara, Hospital Estadual de Diadema e Hospital Vila Maria.

“Tanto a doação de sangue quanto a doação de medula são de extrema importância para o Hemocentro do hospital. São algumas horas do seu dia que podem salvar muitas vidas”, declara Soraya Smaili, reitora da Unifesp que esteve presente no Hemocentro no último dia 23 para fazer a sua doação.

Apesar de parte da população desconhecer, o transplante de medula é um tratamento que pode beneficiar diversas doenças em diferentes estágios, como leucemias, linfomas, anemias graves, hemoglobinopatias, imunodeficiências congênitas, erros inatos de metabolismo, mieloma múltiplo e doenças autoimunes, por exemplo.

Para ser um doador de medula óssea, é preciso que os interessados tenham entre 18 e 54 anos de idade e apresentem bom estado de saúde. É preciso também que o indivíduo não tenha o diagnóstico de HIV, Hepatite C, câncer, sífilis e outros problemas como diabetes. É necessário colher sangue para o teste de compatibilidade (HLA) e não é necessário estar em jejum.

Já para a doação de sangue, podem doar indivíduos com idade entre 16 a 69 anos (necessária autorização de responsável se for menor de idade), que tenham mais de 50 quilos e sejam saudáveis, sem antecedentes de risco para a transmissão de doenças como Hepatites e AIDS.

Serviço:
Endereço: Rua Diogo de Faria, 824 (Esquina com a Rua dos Otonis) - Vila Clementino
O horário de atendimento é de segunda a sexta, das 8h às 17h30, e aos sábados, das 8h às 13h
Telefone: (11) 5576-4240

Lido 18179 vezes Última modificação em Terça, 14 Janeiro 2020 14:16

Mídia