Bandar Live Casino
Quarta, 01 Julho 2015 13:57

Campus Osasco reduz em 43% o consumo de água

Diretrizes do Departamento de Gestão e Segurança Ambiental (ProAdm) auxiliaram nas ações do campus

A Unifesp vem se empenhando continuamente no sentido de gerar economia nos campi da instituição. Uma das medidas empregadas neste sentido, foi a implantação do “Diagnóstico Ambiental dos Campi”, executado pelo Departamento de Gestão e Segurança Ambiental (DGA/ProAdm), em conjunto com os campi.

O campus Osasco, primeiro a dar início ao programa de otimização da “pegada hídrica”, conseguiu reduzir em 43% o consumo de água nos cinco primeiros meses de 2015, em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Seguindo as orientações do DGA/ProAdm e de sua respectiva câmara técnica, o campus Osasco desenvolveu um plano educativo para redução do consumo hídrico. Isso possibilitou a economia tanto financeira quanto de recursos naturais. Para isso, medidas bem simples foram adotadas até o momento. A equipe de manutenção da unidade realizou cursos de “Caça Vazamentos”, promovidos pela Sabesp, que ajudaram a identificar e solucionar problemas de vazamento. Além disso, a equipe de limpeza não utiliza mais mangueira para limpeza das dependências, substituindo por baldes, e promovendo uma economia ainda maior.

“Para dar início às ações, enviamos o questionário "Diagnóstico da oferta de água e proposição de metas de redução de uso" aos campi, inclusive para a Reitoria e o Hospital São Paulo. Essa medida foi fundamental, pois nos permitiu avaliar o cenário de abastecimento hídrico de cada campus da Unifesp e identificar as demandas de adequação infraestrutural. Esse diagnóstico configurou-se como um instrumento de gestão ambiental pioneiro na universidade, oferecendo importantes informações e direcionamentos ao Departamento. Tudo isso colaborou para que boas práticas ambientais para redução de consumo hídrico e de recursos fossem implementadas nos campi”, comentou a professora Simone Miraglia, diretora do DGA-UNIFESP/ProAdm.

Iniciativas como esta estão sendo levadas aos demais campi da instituição, não somente para a otimização dos recursos hídricos como também para economia de energia elétrica e racionalização dos resíduos.

Lido 7209 vezes Última modificação em Quarta, 14 Outubro 2015 14:02

Mídia