ANATOMIA


O útero apresenta as seguintes porções: o corpo e o fundo do útero, que compreende os dois terços superiores e que aparece no sentido ântero-posterior; o istmo do útero, porção mais estreita, de forma cilíndrica, mais inferior; e o colo do útero (também denominada de cérvice), que se une à vagina, na qual está em parte incluído. A porção intravaginal do colo do útero também é conhecida como portio vaginalis.
A abertura do útero na vagina é chamada de óstio do útero. Abaixo, a cavidade uterina se estreita na região do istmo e alarga-se ligeiramente junto ao colo do útero.
O colo do útero estende-se póstero-inferiormente e apresenta forma cilíndrica, com comprimento variável entre 2,5 e 3 cm. Em sua extremidade superior tem continuidade com o istmo do útero. A extremidade inferior, cônica, termina fazendo protrusão na porção superior da vagina (porção vaginal do colo).
Apesar de ser uma parte do útero, as suas características anatômicas, funcionais, histológicas e patológicas tornam o colo do útero de grande importância, e alguns autores o estudam como órgão à parte que se modifica no decorrer da vida. Assim como o corpo do útero, acha-se tunelizado no centro, formando o canal do colo do útero (canal cervical), que tem forma cilíndrica e promove a comunicação da cavidade endometrial com a vaginal.
Pela posição anatômica o colo do útero pode ser dividido em duas regiões: 1ª porção supravaginal do colo (apresenta maior quantidade de fibras musculares lisas) e 2ª porção vaginal do colo (apresenta maior concentração de tecido conjuntivo).
Porção supravaginal do colo - Porção que está em comunicação com o istmo do útero e fica mergulhada no tecido pélvico subperitoneal. Nela fixa-se o retinaculum uteri e, lateralmente, a cerca de 5 cm, localiza-se o intercruzamento do ureter com a artéria uterina.
Porção vaginal do colo ou portio vaginalis - É a região visibilizada durante o exame especular.