Exames Complementares

Conduta:
Exames laboratoriais e sorologias.
Cultura secreção de linfonodo
PAAF
Biopsia de pele e de tecido profundo
Biopsia de linfonodo em centro cirúrgico
US inguinal
TC cervical, tórax, abdômen e pelve.

HIV não reagente
VDRL não reagente
Anti HCV não reagente
Anti HBV em andamento.
CMV, Toxoplasmose, Epstein Barr em andamento
HTLV I e II em andamento

Secreção linfonodo 25/05/10:
Cultura para bactéria: Corynebacterium spp, Acinetobacter spp.
Pesquisa de BAAR: ausente
Cultura BAAR: material inadequado
Pesquisa de fungos: negativa

Fragmento de pele 02/06/10:
Pesquisa BAAR negativa.
Cultura BAAR em andamento.
Cultura para fungos em andamento.
Cultura para bactérias Staphylococcus aureus

Biopsia de pele 02/06/10:
Lesão ulcerada crônica, com fibrose, inespecífica.

Hemoculturas negativas

Urocultura <1.000 UFC

U.S. inguinal:
Espessamento e heterogeneidade da pele e tecido subcutâneo.
Presença de múltiplos linfonodos de tamanho aumentado, heterogêneos, alguns coalescentes e com focos gasosos de permeio, apresentado fluxo ao estudo Doppler colorido e alguns com trajeto fistuloso para a pele.
Opinião Linfonodomegalia inguinal bilateral com sinais de infecção secundária.

Tomografia Computadorizada Laudo informal:
Cervical: Linfonodos bilaterais com centro necrótico
Tórax: Linfonodos infra-carinal, para-aórtico, hilar à direita, axilares.
Abdômen/Pelve:
   -Esplenomegalia, ascite de pequena a moderada quantidade.
   -Linfonodomegalia retroperitoneal, com linfonodos necróticos; linfonodos causando compressão extrínseca de ilíacas externas.    -Linfonodos inguinais bilaterais com centro necrótico.

Paciente evoluiu com manutenção do estado geral e permanência da febre mesmo em uso de Ciprofloxacino.
CD: Trocado Ciprofloxacino para Ceftriaxone.

Paciente evoluiu sem febre, porém com aumento de volume abdominal e com abolição de murmúrio vesicular em base de HTX esquerdo. Apresentou tosse com expectoração amarelada hoje.
CD: Pesquisa BAAR em escarro
Cultura escarro