Departamento de Patologia da EPM/Unifesp inaugura instalações reformadas

Ambiente foi modernizado e adequado para oferecer maior qualidade às atividades da equipe

Na última quinta-feira (4/11), o Departamento de Patologia da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp), em conjunto com o Hospital São Paulo (HSP/HU), realizou uma cerimônia de inauguração, pós-reforma, do seu novo espaço. 

A Patologia iniciou suas atividades em 1936, pouco tempo depois do nascimento da EPM. O Edifício Lemos Torres, por sua vez, situado nas proximidades da Rua Botucatu, começou a ser construído em 1948. A partir de 1965, o Departamento de Patologia oficialmente se instalou neste prédio, mantendo sua estrutura básica inicial: diagnóstico morfológico de doenças, estudos necroscópicos e Patologia Cirúrgica. 

Localizado no primeiro andar, as instalações foram reformadas e adequadas para oferecer um ambiente propício para o desenvolvimento das atividades da equipe com maior qualidade. O espaço foi setorizado em Residência Médica, Checagem, Citopatologia, Técnicas Especiais, Histotecnologia, Macroscopia e mais 17 salas, dentre elas a de reuniões, da Chefia e da Secretaria Geral. Os recursos para a reforma foram liberados pela Unifesp e Hospital São Paulo.

O chefe do Departamento de Patologia, Ricardo Artigiani Neto, falou sobre a importância do departamento dentro da comunidade Unifesp e fora dela. “Quero destacar a equipe, composta por 74 profissionais e que abrange desde a Medicina Legal, autópsia até exames de diagnóstico mais complexos. Processamos aproximadamente 20 mil exames por ano. Possuímos a melhor residência do país. Além disso, temos uma atuação forte no ensino e na pesquisa. É um departamento em que a patologia brasileira passou e ainda passa por aqui”. 

O superintendente do Hospital São Paulo, hospital universitário da Unifesp, José Roberto Ferraro, concordou com essa opinião. “A Patologia está na mente de todos os alunos da Escola Paulista de Medicina. Eu, particularmente, passei muito tempo aqui e aprendi a admirar essa área. Esse departamento presta um serviço enorme para o hospital, seja nos exames ambulatoriais, seja nas peças cirúrgicas. O Hospital São Paulo quer continuar sendo parceiro da Patologia”.

Para a reitora da Unifesp, Soraya Smaili, o departamento é relevante para a universidade como um todo. “É uma enorme satisfação estarmos juntos para celebrarmos a inauguração desse novo departamento, renovado na sua estrutura, mas também nos votos, na sua vontade e no seu desejo de construir, de realizar, de prosseguir. Chegamos até aqui porque temos, de fato, uma história. Passamos por muitas dificuldades, mas olhamos para o que já fizemos e o nosso desejo de fazer e de construir aumenta. Somos capazes e estamos realizando e vamos continuar! A Patologia é fundamental para toda a instituição e também para o hospital. Alguém imagina viver sem a Patologia? Impossível! Desejo sorte para esse lugar e muita produtividade também”

O cerimonialista do evento foi o professor do Departamento de Patologia, Antonio Corrêa Lopes. 

Estavam também presentes na cerimônia: o presidente do Conselho Gestor, Rimarcs Gomes Ferreira; a diretora do Campus São Paulo, Rosana Puccini; a diretora da Escola Paulista de Medicina, Emília Sato; a vice-diretora do Departamento de Patologia, Thais Heinke; docentes, médicos, discentes, técnicos-administrativos e colaboradores.

 

 

 

 

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse