Alunos da EPM/Unifesp promovem congresso internacional de estudantes de medicina

Em sua quinta edição, BRAINCOMS reuniu estudantes de cerca de 20 países

Alunos do curso de Medicina da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPM/Unifesp) promoveram, entre os dias 20 e 22 de outubro a quinta edição do Brazilian International Congress of Medical Students (BRAINCOMS). O congresso reuniu estudantes do curso médico de cerca de 20 países.

Na abertura das atividades, o presidente do BRAINCOMS 2016 e estudante do terceiro ano de medicina da EPM/Unifesp, André Nicolau, deu as boas-vindas aos participantes do congresso. “Agradeço a presença de todos os participantes, muitos deles vindos do outro lado do mundo, e espero que aproveitem este congresso, feito por alunos e para alunos”. Nicolau citou também o desafio de organizar um evento internacional e agradeceu a comissão organizadora do encontro e aos docentes que incentivaram a ação.

Um desses docentes é José Osmar Medina de Abreu Pestana, professo titular da disciplina de Nefrologia. Medina, que é incentivador do evento desde o seu início, relembrou a primeira edição do congresso, em 2012, inspirado em experiências semelhantes de universidades europeias, como a de Groningen, na Holanda e reforçou que todas as edições foram organizadas exclusivamente pelos estudantes. Para ele, a participação em um evento dessa proporção contribui muito para a formação do aluno e é uma forma de desassossego. “No curso de medicina estimulamos os estudantes a pensarem fora da grade curricular e isso envolve a participação em congresso e em atividades comunitárias”. O docente também parabenizou os estudantes pela organização do evento.

Emília Sato, diretora da EPM/Unifesp, afirmou ser um grande prazer participar do evento e ver o resultado do trabalho realizado pelos estudantes e ressaltou que o congresso enriquece a carreira acadêmica dos participantes. “Vocês estão aqui não apenas para se formarem médicos, mas para se tornarem pessoas melhores e essa é uma grande oportunidade para isso”. A diretora apontou também o crescente envolvimento dos estudantes desde a primeira edição do congresso.

A reitora da Unifesp, Soraya Smaili, disse que o BRAINCOMS 2016 representa um grande dia para os estudantes e para a instituição e que é um orgulho poder estar novamente no evento. Soraya falou também da dificuldade em organizar um evento internacional e atribuiu o seu sucesso ao empenho dos estudantes do curso de Medicina, considerado o melhor do país pelo Ranking Universitário Folha (RUF).

O BRAINCOMS 2016 trouxe em sua programação, além das apresentações de trabalhos dos estudantes, workshops sobre diferentes áreas da medicina e atividades que envolvem acessibilidade e inclusão. Das conferências, participaram o engenheiro Tal Golesworthy, o cirurgião Stefan G. Tullius e o neurocientista Miguel Nicolelis.

Mais informações, acesse o site do Braincoms.

 

 

 

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse