Projeto Saúde e Cidadania em Fronteira

EPM presta atendimento às populações riberinhas na Amazônia 

9.jpg

O Projeto Saúde e Cidadania em Fronteira é uma parceria entre a Marinha do Brasil e a Escola Paulista de Medicina. Com apoio da Marinha enviamos a regiões remotas da Amazônia grupos de alunos e de residentes, acompanhados de preceptores devidamente qualificados, para atender à população ribeirinha. Com esta parceria a expectativa é ampliar o serviço de atendimento médico prestado pela Marinha do Brasil na região Amazônica, a fim de levar saúde com qualidade e dignidade à população de acesso remoto aos serviços de saúde.

Lema: Levar saúde com qualidade e dignidade onde houver vidas.

Objetivo: Promover assistência de qualidade, ensino, pesquisa e ações de Cidadanias nestas áreas carentes de recursos, proporcionando aos alunos e residentes da EPM - UNIFESP a vivencia de uma realidade diferente do seu cotidiano utilizando-se da infraestrutura e a logística dos Navios da Esperança.

Missões realizadas

• 2012 – Viagem de Reconhecimento - Fizemos uma viagem com duração de sete dias com intuito de reconhecimento da região e avaliar até que ponto era factível levar alunos e residentes. Nesta missão foram atendidas 90 pacientes;

• 2013 – Maio - Organizou-se a primeira missão. O grupo foi constituído de sete participantes da EPM. Foram atendidos 1.100 pacientes;

• 2014 – Maio - Organizou-se a segunda missão com um total de 11 participantes da EPM. Total de atendimentos foi de 2.000 pacientes;

• 2015 – Fevereiro - Organizou-se um grupo de 12 participantes. Foi atendido um total de 1.400 pacientes;

• 2015 – Agosto - Organizou-se um grupo com 12 participantes da EPM. Foram atendidos 1.126 pacientes.

Informações sobre o programa podem ser obtidas através de contato com a coordenadora do projeto Dra. Maris S. Demuner.