Dia Mundial do Rim: Os Rins e a Saúde das Mulheres

Em 2018, o Dia Mundial do Rim terá como  tema “os rins e a saúde das mulheres”, falando-se aqui da  saúde no seu sentido mais amplo, buscando o bem-estar físico, mental e social.

 

Por: Gianna Mastroianni Kirsztajn
Profa. Adjunta do Departamento de Medicina da Unifesp

Doença renal

É de conhecimento geral que a doença renal crônica tornou-se em nossos dias um problema de saúde pública, que acarreta não apenas a progressão para as fases mais avançadas da própria doença renal com necessidade de terapia renal de substituição, como também complicações cardiovasculares. O risco de desenvolver doença renal crônica é tão alto em mulheres quanto em homens, mas há relatos de que pode até ser maior em mulheres, embora um menor número dessas encontre-se em terapia renal de substituição. Acredita-se que uma das causas para a menor proporção de mulheres em terapia de substituição deva-se, de um modo geral, ao acesso desigual aos cuidados de saúde. As mulheres, em muitas localidades, ainda são desfavorecidas em relação aos homens também em ser devida e precocemente atendidas, e em estar cientes das manifestações das doenças.

Na campanha de 2018, haverá oportunidade de chamar a atenção de todos, profissionais de saúde, autoridades e sobretudo da população sobre doenças renais que acometem de forma particular as mulheres. Uma dessas é o acometimento renal do lúpus eritematoso sistêmico, que é uma doença especialmente mais comum em mulheres em idade reprodutiva e que tem na nefrite lúpica uma de suas manifestações mais graves.

Também são condições que exigem cuidados e ampla orientação as infecções urinárias que afligem as mulheres em diferentes períodos ao longo de toda a sua vida.
A gestação é, por sua vez, uma fase em que a doença renal preexistente pode agravar-se e durante a qual a mulher sem doença renal pode ter complicações, como a pré-eclâmpsia, que se associa a lesão renal e hipertensão arterial. Deve-se destacar que o atendimento pré-natal, que deve ser feito rotineiramente durante a gestação, é uma oportunidade de diagnóstico precoce de doenças, entre as quais as doenças renais. É um momento em que se deve fazer exame de urina, em especial pesquisa de albuminúria e, consequentemente, tem-se a chance de detectar precocemente doença renal.

Há a necessidade de investigar a ocorrência de doença renal através de exames como a pesquisa de proteinúria (com destaque para albuminúria) e dosagem sérica de creatinina  deve ser reforçada. Esses exames são instrumentos de diagnóstico de doença renal acessível a todos, desde que se pense nessa possibilidade, com destaque para indivíduos que integram grupos de risco para desenvolver doença renal (diabéticos, hipertensos, parentes de pacientes com doença renal, idosos, gestantes, pacientes com doenças cardiovasculares, entre outros).

Por fim, em 2018, será comemorado o décimo terceiro Dia Mundial do Rim, com enfoque na educação para saúde, assistência às pacientes e prevenção de doenças renais para mulheres de todas as idades em todo o mundo, o que vai contribuir para a saúde de todos, mulheres ou homens.
 

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse