Calouros do Campus São Paulo são recepcionados com trote solidário

Recepção ocorreu no período de 26 a 02 de março

Por: Renato Conte 

Aprovados nos cursos de Biomedicina, Enfermagem, Fonoaudiologia, Medicina, Tecnologia em Informática em Saúde, Tecnologia em Radiologia e Tecnologia Oftálmica, começaram a manhã do último dia 26 de fevereiro de forma bem diferente, iniciando suas atividades na cerimônia de abertura da Semana dos Calouros 2018, no Teatro Marcos Lindenberg, no Campus São Paulo da Unifesp.

A Semana é organizada pelos estudantes veteranos, Associação Atlética Acadêmica Pereira Barreto (AAAPB), Centro Acadêmico Pereira Barretto (CAPB), Centro Acadêmico de Fonoaudiologia (CAF), Centro Acadêmico Ana Cristina Passarella Brêtas (CAAB), Centro Acadêmico Leal Prado (CALP), Departamento de Cultura Científica (DCC) e Centro Acadêmico de Tecnologias em Saúde (CATS), com apoio do Núcleo de Apoio ao Estudante do Campus São Paulo (NAE/CSP).

A mesa de abertura foi composta por Isabel Marian Hartmann de Quadros, pró-reitora de Graduação, Anderson da Silva Rosa, pró- reitor de Assuntos Estudantis (Prae); Beatriz Amaral de Castilho, vice-diretora do Campus São Paulo (CSP); Emília Sato, diretora da Escola Paulista de Medicina (EPM); Janine Schirmer, diretora da Escola Paulista de Enfermagem (EPE); e Ana Horta, mestre de cerimônias, que também mencionou a presença na plateia de outros docentes coordenadores de cursos.

Além das boas vindas, as autoridades fizeram um rápido resumo da estrutura acadêmica, administrativa e salientaram para a responsabilidade que os futuros profissionais da Saúde estavam assumindo. O evento também foi marcado pelos momentos de nostalgia e de orgulho dos componentes da mesa que possuem formação acadêmica vinculadas à Unifesp. 

A relação acadêmica do discente com a Unifesp, por meio de suas duas unidades universitárias – EPE e EPM, está aberta às mudanças. Emília mencionou a tradição do ensino. “Isso não significa que o aprendizado tenha que ser feito sempre da mesma forma. Devemos ter formas diferentes de ensino, para reter a atenção de alunos da era digital, e que é imprescindível lembrar que não tem como aprender sem estudar”.

A diretora da EPE, primeira escola pública de Enfermagem do Estado de São Paulo, citou o envolvimento que os cursos do Campus São Paulo têm uns com os outros. “Nós fazemos disciplinas juntos, nós usamos os mesmos anfiteatros”, afirmou. ”Alguma coisa acontece ao entrar na Unifesp,  pois nos apaixonamos e até cantamos o Trá-cá-trá [hino dos estudantes da Escola Paulista de Medicina e da Escola Paulista de Enfermagem]”.

Após a cerimônia de abertura, os coordenadores dos cursos realizaram a entrega de pen drive a cada um dos calouros, contendo documentos que estabelecem as normas da vida acadêmica – Manual do Estudante da Prae, Código de Conduta do Estudante da Unifesp, Código de Ética do Estudante de Medicina do Cremesp, Regimento Interno da ProGrad, Regimento Interno da EPE e Normas para utilização da biblioteca do Campus São Paulo. As baterias Fonopauli (Fonaudiologia), Enfarta (EPE) e 51 (EPM) ficaram encarregadas pelas apresentações durante este momento.

Nos demais dias, a programação ficou a cargo do Deprtamento de Cultura Científica e dos Centros Acadêmicos. O Trote solidário de responsabilidade da AAAPB foi com a participação da Fundação Dorina Nowill e “Free Hugs”, apresentação da APAE e das crianças da AACD com entrega de Kits.

A equipe do Núcleo de Apoio ao Estudante (NAE) se apresentou aos novos alunos, que também puderam apreciar a Peça; “Banzo” – Grupo Agô Performances Negras.
Para encerrar a Semana de Calouros, na parte da manhã as diretoras da EPM e EPE fizeram a apresentação de suas Unidades de Ensino. Na sequência, os representantes do DCC falaram sobre os projetos de extensão. A Associação Atlética Pereira Barreto, organizou a feira de projetos de extensões, seguido de cursos e congresso de calouros DCC.