Conferência organizada pela Medicina Preventiva aborda Saúde e Gestão Pública na Europa

Poder olhar para o que está acontecendo, os desafios, problemas e como estão sendo conduzidas essas questões, gera oportunidade ímpar de refletir sobre o que estamos e o que podemos fazer no Brasil

Aconteceu no último dia 19 de outubro, por iniciativa do programa de pós-graduação em Saúde Coletiva do Departamento de Medicina Preventiva da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPM/Unifesp) a conferência “Saúde e Gestão Pública na Europa: França, Alemanha e Grã-Bretanha”, que foi ministrada por Paulo de Rezende, ex-encarregado da Cooperação com a América Latina do Ministério da Saúde da França. O encontro aconteceu no Anfiteatro Flavio da Fonseca.

O objetivo foi o de compreender as mudanças que estão ocorrendo em sistemas nacionais de saúde antigos, como as que estão sendo implementadas na Grã-Bretanha, Alemanha e França. “É fundamental para entender os discursos, propostas e mudanças efetivas que estão acontecendo na política de saúde no Brasil”, salienta Arthur Chioro, organizador da conferência.

Chioro também destaca o desafio de estruturar um sistema de saúde capaz de responder a demandas cada vez mais exigentes, como o envelhecimento da população e predominância de doenças crônicas e degenerativas, a incorporação tecnológica cada vez mais cara, rápida e intensa, a satisfação dos usuários e legitimidade social dos sistemas de saúde, a suscetibilidade econômica frente às políticas de austeridade e cortes de recursos para as ações de saúde, as questões relacionadas à qualificação da gestão e do cuidado, são agendas que interessam a todos os sistemas de saúde.

 PREVENTIVA PALESTRA2PREVENTIVA PALESTRA3PREVENTIVA PALESTRA1conferencia preventiva