Parcerias

  Intercâmbios Nacionais

Minter PPGE Unifesp/UFAC. O Programa de Mestrado Interinstitucional (MINTER) resultou do convênio entre o PPGE da EPE-Unifesp e o Centro de Ciências da Saúde e do Desporto da Universidade Federal do Acre (UFAC). Foi ministrado no campus da Floresta de Cruzeiro do Sul (UFAC) e no campus São Paulo (Unifesp). Contribuiu com a formação de 15 mestres, docentes da UFAC, sendo 13 enfermeiros e 02 educadores físicos. O PPGE da EPE-Unifesp promoveu a realização de encontros, tanto no Acre como em São Paulo, com a participação dos alunos e seus respectivos orientadores. Houve a defesa de todas as dissertações e grande parte dos egressos prestou processo seletivo para ingresso no Programa de Doutorado, por meio do DINTER aprovado entre o PPGE da EPE-Unifesp e a UFAC. Vale destacar que as 15 dissertações abordaram temáticas do Estado do Acre, atendendo, portanto o nosso ensejo inicial de contribuir com a produção do conhecimento nesse Estado. DINTER Novas Fronteiras. O PPGE da EPE-Unifesp foi a instituição promotora do Programa de DINTER – Novas Fronteiras - tendo como instituição parceira a Escola de Enfermagem Anna Nery/UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), sendo a instituição principal receptora o Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), e como instituições associadas a UNIPAMPA - Universidade Federal do Pampa, a UNIFRA - Centro Universitário Franciscano e a UNIJUI – Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul. Participaram 25 alunos, dos quais 09 eram docentes da UFSM, 03 da UNIPAMPA, 05 da UNIFRA, 04 da UNIJUÍ e 05 eram enfermeiras do hospital universitário HUSM/UFSM. Dos 25 doutorandos 20 (80%) foram bolsistas. Não houve desistências de alunos neste processo, a meta de formação e capacitação dos 25 doutorandos foi atingida plenamente; destacou-se a possibilidade de promover o fortalecimento dos grupos de pesquisa existentes e formação de novos grupos de pesquisa visando à fixação e nucleação de doutores, respeitando as vocações regionais, consideramos que os grupos estão em processo de consolidação, agregaram novos membros como os estudantes de iniciação científica, de especialização e de programas de residência. Quanto à consolidação e criação de programas de pós-graduação destaca-se a criação, em 2014, do Curso de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UFSM com 13 DP, dos quais 08 foram co-orientadores no Projeto DINTER. Também foi possível contribuir para futura criação de programas de pós-graduação nas demais Instituições de Ensino Superior (IES) envolvidas no projeto, já se evidenciando a criação no Campus CESNORS da UFSM do curso de Especialização Gestão de Organização Pública em Saúde na modalidade Ensino a Distancia (EAD); na UNIFRA tem-se a aprovação, em 2015, do Mestrado Profissional Materno-Infantil e Cursos Lato Senso - 04 Especializações e 02 Residências (Enfermagem Obstétrica e Urgência e Trauma), em 2014; na UNIJUÍ houve participação das doutoras na criação do Curso de Mestrado Acadêmico em Atenção Integral em Saúde, em 2014; na UNIPAMPA foi criada a Residência Integrada em Saúde a qual inclui os Programas de Saúde Coletiva, Saúde Mental Coletiva e Urgência e Emergência da Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA. Tais fatos foram descritos pela equipe local como aspectos que potencializam e fortalecem a política nacional e local de formação de recursos humanos para o SUS e para as IES. DINTER PPGE da EPE-Unifesp/UFAC - O Programa de Doutorado Interinstitucional (DINTER) resultou do convênio entre o PPGE da EPE-Unifesp e o Centro de Ciências da Saúde e do Desporto da Universidade Federal do Acre (UFAC). O Edital de abertura de inscrições para o processo seletivo para o preenchimento de vagas destinadas ao Curso de Doutorado Inter Institucional (DINTER), área de concentração Enfermagem, Cuidado e Saúde, foi lançado em 16/02/2015. No processo seletivo utilizaram-se os instrumentos de avaliação empregados pelo PPGE da EPE-Unifesp e consistiu e foi constituído da análise do Curriculum Lattes (peso 2), do Projeto de Pesquisa (peso 6) e entrevista (peso 2) realizada por Comissão Examinadora constituída por dois professores designados pelo PPGE da EPE-Unifesp e dois professores designados pela UFAC, sendo um do campus Rio Branco e outro do campus Floresta. Foram oferecidas 20 vagas sendo que no mínimo 12 seriam designadas para enfermeiros. Puderam inscrever-se para o Curso de Doutorado portadores de diploma de cursos de graduação reconhecidos pelo MEC das diferentes áreas de conhecimento e com diploma de mestre, com validade nacional, conforme relação da CAPES, ou declaração da homologação da defesa pelo programa de Pós-Graduação cursado. As inscrições para o processo seletivo foram realizadas no período de 09 a 13 de março de 2015, pessoalmente ou por correio (Sedex), na Secretaria do PPGE da EPE-Unifesp. Os procedimentos de seleção foram: 1ª Fase: Seleção - os currículos e projetos foram analisados pelos membros da banca examinadora de forma individual e atribuídos notas que somadas resultaram em uma média. 2ª Fase: Entrevistas: Foram realizadas de 30 a 31 de março de 2015, na sala ambiente da Pós-Graduação do Centro de Ciências da Saúde da UFAC em Rio Branco. O candidato recebeu a confirmação da data e horário da entrevista por e-mail ou por telefone. 3ª Fase: Resultados: A nota mínima para aprovação foi 7,0 (sete). A lista dos selecionados foi divulgada em 08 de abril de 2015, por meio do site http://www2.Unifesp.br/denf/pg A matrícula foi efetuada no período de 08 a 10 de abril de 2015, presencial ou por envio dos documentos para a Secretaria do PPGE da EPE-Unifesp. Inscreveram-se 23 candidatos, sendo que três inscrições foram indeferidas por não preencherem as exigências do processo de seleção. Os demais inscritos passaram pelo processo seletivo, sendo selecionados 18 dos 20 candidatos que participaram do processo. Os aprovados foram matriculados no PPGE em maio de 2015. No decorrer de 2015, os projetos foram discutidos entre os doutorandos, seus orientadores e co-orientadores (na maioria das vezes professores doutores da UFAC). Alguns projetos já foram submetidos ao Comitê de Ética em Pesquisa da Unifesp para apreciação. Nos meses de novembro e dezembro de 2015 foram oferecidas três disciplinas do PPGE da EPE-Unifesp na UFAC, campus de Rio Branco: Políticas Públicas na Atenção à Saúde. Ministrada pela Profa. Dra. Elisabeth Niglio de Figueiredo, DP do PPGE da EPE-Unifesp, e pelo Prof. Dr. Anderson da Silva Rosa, professor da EPE-Unifesp. Método Qualitativo com Ênfase na Análise dos Dados. Ministrada pela Profa. Dra. Circea Amalia Ribeiro, DP do PPGE da EPE-Unifesp, e pelo Prof. Dr. Anderson da Silva Rosa, professor da EPE-Unifesp. 3- Método Quantitativo em Saúde. Ministrada pela Profa. Dra. Mônica Antar Gamba, DP do PPGE da EPE-Unifesp. No decorrer de 2016, os projetos continuaram sendo discutidos entre os doutorandos, seus orientadores e co-orientadores e alguns projetos já foram submetidos ao Comitê de Ética em Pesquisa da Unifesp para apreciação. Em março de 2016 todos os doutorandos compareceram à Unifesp, para permanência de quatro meses, conforme determinação do Edital aprovado junto a CAPES. Durante este período os doutorandos tiveram reuniões com os orientadores para aprimorar o projeto e submetê-lo ao Comitê de Ética em Pesquisa, bem como a realização de disciplinas. As Disciplinas oferecidas para estes alunos foram: Políticas Públicas de Saúde no Brasil - Estudos Avançados de administração aplicada à saúde coletiva; Métodos Epidemiológicos na Investigação dos Problemas de Saúde; A construção do campo de Conhecimento da Enfermagem; Estado da Arte e da Pesquisa em Cuidados Intensivos de Enfermagem; Segurança do Paciente; Fundamentos Teóricos e Práticos da Enfermagem nos Cuidados da Pele: Promoção à Saúde; Corpo e Sexualidade; Educação em Saúde: Conceitos, Modelos e desenhos de Pesquisa; Gestão do Conhecimento e Pesquisa em Saúde/Enfermagem; Gerenciamento da Qualidade nos Serviços de Saúde e Seminário de Pesquisa. A disciplina “A pós-graduação e a construção do conhecimento na enfermagem” foi obrigatória para todos os alunos do DINTER. Ademais no Seminário de Pesquisa, também obrigatório para todos os alunos durante a permanência em São Paulo, constituiu momento avaliado pelos alunos e corpo docente como de grande aprendizado pois possibilitou a discussão dos projetos de pesquisa, por avaliadores externos ao grupo de pesquisa do aluno/orientador e ao PPGE, gerando reflexões sobre os diferentes referenciais teóricos e metodológicos e temáticas discutidas nos projetos de pesquisa. Acrescenta-se que o PPGE tem como uma de suas missões a de contribuir para a expansão e consolidação da pós-graduação e pesquisa em enfermagem no Brasil e avalia esta sua característica como positiva e que se pretende manter no PPGE. O grupo de docentes, apesar de reconhecer os desafios que as propostas demandam, identifica que os resultados têm se mostrado profícuos e a equipe entende que os esforços e investimento do PPGE e da CAPES são relevantes para a formação de mestres e doutores. Estes resultados contribuem significativamente para formação de capital humano qualificado no país, diminuindo as desigualdades regionais. Em razão disto, estas experiências serão mantidas e ampliadas com outras regiões do país e do exterior, em instituições que ainda apresentem lacunas nesta formação, frente a chamadas públicas de fomento que permitam tal investimento. A seguir são descritos projetos em rede e de intercambio com outras IES e de pesquisa do país. O projeto de pesquisa “Ações no controle do câncer de mama: identificação das práticas na atenção básica” coordenado pela Profa. Dra. Maria Gaby Rivero de Gutiérrez, foi desenvolvido em parceria com as Profas. Dras. Ana Maria de Almeida e Marislei Sanches Panobianco, docentes da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) da USP, desde o ano de 2012, com término ocorrido em julho de 2016. Em 2015 foram realizados dois seminários de acompanhamento do projeto, e em 2016 evento que marcou a finalização com a presença de alunos, docentes, assessor estatístico e bolsista de apoio técnico, sendo um deles na EERP e outro na EPE-Unifesp. Foi aprovado em 2016 pelo Conselho Universitário da Unifesp o acordo de Cooperação Acadêmica com a Fundação Antônio Prudente, traçado em 2015 com objetivo de realizar intercâmbio didático, científico e tecnológico. A Profa. Dra. Edvane Birelo Lopes de Domenico coordena a atividade em parceria com outros pesquisadores, alunos da pós-graduação e graduação. Alguns dos objetivos do acordo: realização de aulas, cursos, palestras e simpósios voltados para a capacitação, atualização e treinamento de pessoal na área de Enfermagem em Oncologia; realização conjunta de programas e projetos de pesquisas visando ao desenvolvimento científico e tecnológico; promoção conjunta de eventos técnicos e elaboração de documentos para divulgação de conhecimentos científicos e técnicos de interesse da medicina preventiva e curativa de combate ao câncer; desenvolvimento de programas conjuntos de estágio temporário em enfermagem em oncologia; e intercâmbio de soluções técnicas e metodologia destinada ao desenvolvimento de campanhas e ações preventivas de combate ao câncer voltado à comunidade. O projeto de pesquisa “Programa de Bem estar nas escolas” sob coordenação da Profa Dra Ana Horta e financiado pela Fapesp e Natura prevê a criação do centro de pesquisa e bem estar e comportamento humano com pesquisadores da Natura, Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, da Universidade Presbiteriana Mackenzie (Psicologia) e da Unifesp (Enfermagem e Baixada Santisita). Este projeto incluem dois subprojetos: “Mindfulness cuidando de educandos, docentes e famílias na promoção do bem estar” e “Práticas de cuidado e resiliência de docentes da educação básica”. Ambos estudos serão desenvolvidos em Escolas de educação básica incluindo crianças, educadores e familiares. As Profas. Dras. Bartira de Aguiar Roza e Janine Schirmer matém a parceria entabelecida em 2016 com o Instituto de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração da Universidade Federal do Rio de Janeiro COPPEAD/ UFRJ para desenvolvimento de pesquisas, tendo realizado um “workshop sobre Gestão do Processo de Doação e Transplante de Órgãos, em outubro de 2015. Os estudo que compõem este projeto são: Validação de questionário para avaliação de atitudes dos estudantes do Brasil; Avaliação de atitudes- comparação de profissionais da saúde e profissionais gerais; Hospital Transplantador X Hospital não Transplantador X Hospital Captador; Competências para trabalhar com captação de órgãos e um estudos com crianças de 11 a 13 anos - investimento para campanha de doação. Evento integrando IES do Brasil foi organizado em 2016 por DP do PPGE, “Rede-Roda de conversa sobre Metodologia de Pesquisa-ação Participativa”. Foi organizado por Profa Dra Luiza Hiromi Tanaka. Esse encontro resultou das motivações múltiplas, inicialmente impulsionadas pela participação no I Simpósio Internacional sobre Metodologias Participativas /Unifesp, em busca de interações dialógicas entre pesquisadores brasileiros sobre a prática da pesquisa-ação, mas, também tendo em vista elementos e questionamentos surgidos em bancas de qualificação e projetos de doutorado com pesquisa-ação. A ideia foi trocar experiências e sistematizar conhecimentos sobre a pesquisa-ação a partir das motivações de todos os participantes e estabelecer uma relação dialógica em atitude de escuta criativa. O encontro levou os participantes e refletirem sobre a importância de se constituir um grupo permanente de trabalho e troca de experiências sobre a PAP, com encontros periódicos e mais prolongados para dar continuidade às discussões iniciadas, aprofundando-as, inclusive com apresentação de algumas experiências para análise conjunta; incluindo compartilhamento de técnicas participativas, disciplinas e produção conjunta de textos e ferramentas; podendo com o tempo culminar em projeto de um curso para pesquisadores, ou uma especialização em pesquisa participativa. Contou com a presença de participantes que atuam ou planejam atuar com a metodologia de pesquisa-ação a partir do ensino, da pesquisa e/ou da extensão, em treze instituições brasileiras e resultou na formação de uma rede de pesquisa (UNOCHAPECO, Unifesp, FSPUSP, UERJ, UFMG, UFG, UFRJ, UNIGRANRIO, UNIFESO, UNEB, UNIRIO, PUC-RIO, UFF, USP-Ribeirão Preto. Membros organizadores: Profa DR Jean Michel Marie Thiollent (pesquisador UNIGRANRIO), Profa Dra Luiza Hiromi Tanaka (Pesquisadora Unifesp) e Maria Madalena Colette (Doutoranda UNIGRANRIO).

Informações Gerais


Coordenadora do Programa de Pós-Graduação

Profa. Dra. Mavilde da Luz Gonçalves Pedreira

Vice-coordenadora do Programa de Pós-Graduação

Profa. Dra. Maria Angélica Sorgini Peterlini

Secretaria de Pós-Graduação

Rita de Cássia Franzé 

Emanoel Nogueira Dantas 

Contato

Fale Conosco aqui

+55(11) 5576-4430 ramal: 1659/1647

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse