Artigo da Unifesp sobre contaminação na zona costeira de Santos é publicado em periódico internacional

O Instituto de Ciências do Mar do Campus Baixada Santista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), instituição reconhecida pelo desenvolvimento de pesquisas científicas, teve um artigo sobre contaminação na zona costeira de Santos publicado em importante periódico internacional, a Environmental Pollution, da editora Elsevier.

Intitulado “Alterações em conchas de Lottia subrugosa como possível biomarcador de contaminação para áreas costeiras multi-impactadas”, o estudo, cujo primeiro autor é o egresso do Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia do Mar (BICT-Mar) e atual aluno do curso de Engenharia Ambiental, Felipe Nincao Begliomini, mostra que a forma e a composição das conchas de moluscos sofrem modificações conforme o nível de contaminação ambiental.

“Em outras palavras, em áreas contaminadas as conchas mostram um formato mais achatado ao passo que, em áreas sob menor influência da contaminação, essas conchas apresentam formato mais cônico. Embora os resultados, a princípio, não pareçam revolucionários, essa simples alteração poderia ser usada com uma forma indireta, simples, rápida e barata de avaliar contaminação em zonas costeiras ao redor do mundo”, explica o professor Ítalo Braga de Castro, do Instituto de Ciências do Mar, que também participou do trabalho juntamente com pesquisadores da Unesp, UFPE e USP.

O artigo pode ser consultado online no link.

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse