55 anos do golpe de 1964: Mulheres em luta por memória, verdade, justiça e reparação

Acessos: 245

Debate focado na atuação das mulheres que se engajaram na busca de respostas em face de violações graves de direitos humanos praticadas no contexto da repressão política.

55 anos golpe

No dia em que se completam 55 anos do golpe militar de 1964, promoveremos um debate focado na atuação das mulheres que se engajaram na busca de respostas em face de violações graves de direitos humanos praticadas no contexto da repressão política. Nosso objetivo é recuperar algumas trajetórias pessoais e a partir delas debater o papel fundamental da luta feminina pela democracia e por memória, verdade, justiça e reparação. O evento é promovido pelas docentes responsáveis pela UC eletiva "Violência e Responsabilização" e integra o conteúdo dessa disciplina, mas contará com convidadas externas e será divulgado para livre participação de quaisquer interessados. Serão palestrantes convidadas duas mulheres com histórias pessoais relevantes: Maria Amélia de Almeida Teles e uma das perfiladas do projeto "Heroínas desta História", do Instituto Vladimir Herzog, voltado a resgatar e dar visibilidade aos percursos das familiares de mortos e desaparecidos políticos. Para dialogar com elas, discutindo a perspectiva de gênero na resistência à ditadura militar, o evento contará com a presença das coordenadoras do mencionado projeto, Carla Borges e Tatiana Merlino.

 
Serviço:
55 anos do golpe de 1964: Mulheres em luta por memória, verdade, justiça e reparação
Quando: 1º de abril às 19h
Onde: Auditório Prof. Dr. Antonio Roberto Espinosa - EPPEN/UNIFESP Campus Osasco
Inscrições pelo link:https://sistemas.unifesp.br/acad/proec-siex/index.php?page=INS&acao=2&code=15759