Um mês de conquistas...

Categoria: Notícias EFLCH Acessos: 627

O mês de outubro foi marcado por dois momentos muito positivos para o nosso campus. Alegria e reconhecimento foram os sentimentos que tomaram conta de estudantes e professores ao receberem o anúncio do Ministério da Educação e do INEP conferindo nota máxima (nota 5) para os cursos Letras-Português (Licenciatura), Letras-Português e Espanhol (Licenciatura) e Pedagogia (Licenciatura).

Também tivemos cinco cursos com nota 4 nessa avaliação: Letras-Português e Inglês (Licenciatura), História (Bacharelado), História (Licenciatura), Filosofia (Licenciatura) e Ciências Sociais (Licenciatura).

Diante dessas expressivas avaliações, ouvimos as professoras Indaiá Bassani, coordenadora da Câmara de Graduação, e Neide Elias (uma das coordenadoras do curso de Letras Português-Espanhol), além da aluna do curso Letras (Espanhol-Português, Licenciatura), Rubia Fernandes. Na fala de cada uma delas, um pouco mais de informações, uma reflexão e o reconhecimento de tais conquistas para a EFLCH. Reconhecimento endossado pela Direção Acadêmica da Escola, que da mesma forma se soma ao corpo docente e aos estudantes no sentido de continuar focada na efetivação de um ensino democrático e de qualidade.

Para ouvir os depoimentos, clique nos links ao lado (Professora IndaiáProfessora Neide EliasRubia Fernandes). 


Tempo de conclusão

O outro momento marcado pela alegria das conquistas aconteceu no dia 4, quando da realização de mais uma edição da Colação de Grau dos alunos formandos de 2018 e, 130 dos 141 formandos, dividiram emoções com colegas, familiares, professores e TAEs ao tomarem as dependências do auditório e do teatro Adamastor do campus Guarulhos.

Na cerimônia, representando a Reitora da Unifesp, Soraya Smaili, tivemos a presença do Pró-Reitor de Assuntos Estudantis, o professor Anderson Rosa. Já, a professora Ana Nemi (História) veio representar o Pró-reitor Adjunto de Pós-graduação e Pesquisa, Ruy Ribeiro de Campos Junior. Ambos se juntaram aos colegas da mesa, professores homenageados e paraninfos, e à diretora acadêmica da EFLCH, Magali Aparecida Silvestre que assinalou a relevância do evento: “Conhecer a família dos formandos em uma festa como essa é algo muito bonito, pois é possível ver ali duas gerações representadas. É também o momento de efetivar e compartilhar o encerramento de um ciclo junto a todas as pessoas que acompanharam cada um dos estudantes ali presentes”.

Tanto os discursos dos oradores, quanto dos paraninfos reforçaram o significado da universidade na vida dos estudantes do campus Guarulhos. Entre as palavras que ecoaram dos textos, lidos sempre sob uma carga de emoção, o tema da defesa da universidade pública e da democracia encheram o espaço em alto e bom tom, alavancando aplausos e muitas lágrimas diante de um momento tão particular da atual conjuntura nacional, já que a colação ocorreu às vésperas das eleições.

Frente aos discursos politizados e expressivos, constatou-se que os alunos puderam apreender um entendimento da realidade em que vivem, a partir do que vivenciaram durante suas graduações na EFLCH. Porque o que se ouviu refletia muito do exercício ao estímulo do pensamento crítico, à solidariedade e inclusão, à responsabilidade profissional e social, à tolerância, o respeito às minorias e aos direitos individuais.

Dentre as homenagens da noite, constava uma para o sr. Carlos Magno, zelador do campus, que se sentiu muito honrado por ter o trabalho e esforço reconhecidos não somente pelos alunos, mas também pelos docentes presentes que o parabenizaram de forma efusiva.

A cerimônia terminou com um sonoro formados!, quando a alegria tomou conta dos estudantes ao jogarem seus capelos para o alto, num gesto tradicional de “ciclo cumprido”.