Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

Entrega da versão final do TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) para a Biblioteca

1. Normas da ABNT: o trabalho deverá conter os elementos obrigatórios: Capa, Folha de Rosto, Ficha catalográfica, Folha de Aprovação, Resumo, Sumário, Trabalho e Referências, de acordo com as normas da ABNT. O Manual de Normalização de Trabalhos Acadêmicos está disponível no site da biblioteca.

2. Ficha catalográfica: Siga o modelo de ficha catalográfica disponível no site da Biblioteca com a autorização de disponibilização do TCC em meio eletrônico.

3. Envio do formulário: Preencher o formulário de envio do trabalho com informações do trabalho e do autor antes de enviar o trabalho.

4. Envio do TCC: (versão final com a ficha catalográfica com a autorização de disponibilização do trabalho) em arquivo PDF aos cuidados da biblioteca para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., com cópia para o(s) orientador(es) ou para o docente responsável por sua Disciplina de TCC.

      Em casos em que a autorização não é inserida na ficha catalográfica, ou nos casos de TCCs antigos, segue o formulário de autorização adicional para publicação no Repositório. Ele deve ser impresso, assinado e digitalizado para ser enviado por email juntamente com o TCC.

Comissão de Biblioteca

A Comissão de Biblioteca atual é formada de acordo com a Portaria 6, de 17 de julho de 2017, pela Direção Acadêmica do campus.

A Comissão tem por objetivo elaborar e propor:

- Políticas de aquisição, incorporação, ampliação e conservação de acervo;

- ações de estímulo à leitura;

- políticas de articulação com bibliotecas escolares e bibliotecas, em geral;

- políticas de diálogos com Tecnologias da Informação e inclusão de leitores especiais.

- políticas que considerem o espaço bibliotecário como um espaço de interlocuções, com funções culturais e

agregadoras, por meio de promoção de palestras, exposições e seminários.

Recursos de Pesquisa de Acesso Livre

 

 

 

 

A Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD) é coordenada pelo IBICT e tem o objetivo de reunir de maneira integrada um sistema com informações sobre tesses e dissertações existente nas instituições de ensino e pesquisa do Brasil.Com isso dá-se o incentivo da publicação digital desses trabalhos e uma tentativa de dar maior vivsibilidade à produção científica brasileira.

 

 A Biblioteca Digital Mundial disponibiliza livros, diários, manuscritos, mapas, filmes, impressos e fotografias e registros fonográficos. É possível navegar por período, lugar, tópico, tipo de material e instituição. São diversas instituições participantes em todo o mundo. Em português.

 

 A Biblioteca Nacional Digital disponibiliza documentos digitalizados de acesso livre de grande importância para o Brasil, incluindo documentos da Biblioteca Nacional.

 

 A Brasiliana USP é um projeto que foi criada em 2005 após a doação da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin. A coleção reúne obras que pertenceram a  oitenta anos de pesquisa pelo bibliófilo José Mindlin e sua esposa Guita. A coleção doada pela família Mindlin à USP é formada por cerca de 17. 000 títulos ou 40.000 volumes.

Parte desse acervo pertenceu também ao bibliófilo Rubens Borba de Moraes que após  sua morte foram guardados pelo casal.

 

CAIRN.INFO : Chercher, repérer, avancer.

Cairn.info surgiu da vontade de quatro publicadoras (Belin, De Boeck, La Découverteet Erès) que apóiam a publicação e a difusão de revistas de ciências humanas e sociais, de unir esforços para melhorar sua presença na internet e propor aos outros atores que pretendam desenvolver uma versão eletrônica de suas publicações, técnicas e ferramentas comerciais desenvolvidas para esta finalidade

 

Catálogo Coletivo Nacional (CCN)

O Catálogo Coletivo Nacional (CCN) é um instrumento do COMUT e consiste em uma rede aberta de cooperação de unidades de informação que reúne informaçãos de todos os catálogos de periódicos do Brasil. De modo que facilite a disponibilziação dessas informações e além de permitir o intercâmbio das publicações via COMUT, O CCN permite ainda:

  • identifcar todas as publicações periódicas existentes no país;

  • busca fácil e rápida das informações;

  • padronizar a entrada dos títulos das revistas;

  • establecimento de políticas de aquisição de maneira coordenada.

 

O Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (CLACSO) tem o objetivo de promover o desenvolvimento da pesquisa e do ensino na área de Ciências Sociais e fortalecer o intercâmbio de instituições de 25 países da América Latina e Caribe, EUA e Europa filiados ao Conselho. Permite o acesso a cerca de 10.000 textos completos e outras coleções, resumos e livros.

 

O objetivo do Diretório Open Access Journals é aumentar a visibilidade e facilidade de uso de periódicos científicos e acadêmicos de acesso aberto, promovendo assim a sua maior utilização e impacto. O Diretório pretende ser abrangente e cobrir todos os periódicos científicos de acesso aberto que utilizam um sistema de controle de qualidade para garantir pertinência.

 

 O portal Domínio Público foi lançado em 2004 e disponibiliza um acervo de obras que estão em domínio público ou que tenha sua divulgação autorizada pelos responsáveis. O portal tem o objetivo de disponibilizar informações e conhecimento de obras literárias, artísticas e científicas em textos, sons, imagens e vídeos para fomento da inovação, educação e aprendizado de forma livre e gratuita.

 

 

http://www.fcc.org.br/biblioteca/imagem/logo_scielo_educa.jpg

Educa é uma parceria entre a Fundação Carlos Chagas e o Scielo. Essa base foi criada para disseminar periódicos científicos específicos da área de Educação. Os periódicos são analisados, classificados e catalogados por um comitê científico altamente qualificado da área de Educação, de forma a permitir o uso direto dos interessados - cidadãos em geral, sociedade acadêmica e profissionais ligados à área - , que podem fazer download gratuito de publicações na íntegra ou de artigos específicos. (Fonte: Fapesp)

 

A biblioteca digital da Biblioteca Nacional da França Gallica oferece acesso a mais de  1,5 milhões de documentos digitais disponíveis que se encontram em domínio público nas áreas de Artes e Humanidades. Dentre os documentos disponibilizados estão livros, manustritos, cartas, imagens, revistas e jornais, partituras, músicas e letras de músicas.

Os recursos de pesquisa podem ser acessados nos idiomas: francês, inglês, português e espanhol. A utilização do seu conteúdo para usos não comercial é gratuita.

 

 

O Google Acadêmico é uma plataforma simplificada que tenta abranger a literatura acadêmica de todas as áreas. É possível pesquisar artigos, teses, livros e resumos com textos completos, resumos e citações de diversas fontes.  

 

Europeana - Think culture é um portal que disponibiliza acesso a milhões de itens digitais como livros, pinturas filmes, objetos de museus e outros documentos do patrimônio cultural europeu. É uma iniciativa dos países europeus para tornar acessível a todos os recursos culturais e cientíticos da Europa.

 

 Michael é um portal cultural que tem o objeto de disponibilziar acesso a coleções digitais localizada em diferenetes museus, arquivos, bibliotecas e outras instituições da Europa. Para interessados em arte, arqueologia, história moderna, etc.

 

New York Public Library Digital Gallery oferece livre acesso a mais de 800.000 imagens digitalizadas do acervo da biblioteca pública de Nova York. Essa vasta coleção inclui iluminuras, mapas históricos, posters vintage, impressões raras, fotografias e mais.

 

Persée é um programa de publicação eletrônica de periódicos científicos nas áreas de humanidades e ciências sociais criado pelo governo francês. O portal dá acesso a todas as coleções digitalizadas com possibilidades avançadas de explorar as revistas digitalizadas que são criteriosamente avaliadas.

 

O Projeto Google Art Project é uma parceria entre o Google e mais de 151 museus de arte advindos de mais de 40 países. Possui uma tecnologia avançada que permite uma experiência bastante interessante. Os usuários podem fazer passeios virtuais em museus, e explorar centenas de obras de arte com um incrível zoom. É possível ainda criar e compartilhar coleções individuais.

 

O PortalRedalyc reúne revistas científicas com artigos integrais em todas as áreas. São revistas dos países íbero-americanos. O portal foi desenvolvido pela Universidad Autónoma de Estado de México e pretende contribuir para a difundir o acesso a informação científica e fomentar o desenvovimento de pesquisas.

 

SciELO (Scientific Electronic Library Online /Biblioteca Científica Eletrônica em Linha) é uma base de publicação eletrônica cooperativa de periódicos científicos. Possui mais de 920 periódicos e 340 mil artigos. Foi desenvolvido para apresentar e viabilizar acesso a literatura científica, especialmente na América Latina e Caribe. Apresenta interface amigável que proporciona uma facilidade de busca por artigo, periódico ou áea do conhecimento. É possível ainda vizualizar números e indicadores de acesso, proporcionando informação sobre o impacto, uso e pertinência das publicações.

O Modelo SciELO é o produto da cooperação entre a FAPESP (http://www.fapesp.br) - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, BIREME (http://www.bireme.br) - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde, instituições nacionais e internacionais relacionadas com a comunicação científica e editores científicos.

Biblioteca digital

  

Recursos de pesquisa de acesso livre

Recursos de pesquisa de acesso restrito

Repositório Institucional 

 


 

Instruções para Acesso remoto, via Proxy

 Para acessar remotamente, utilize as configurações de acordo com navegador:

Para utilizar as bases de dados da Unifesp por acesso remoto, é necessário estar cadastrado na Intranet e seguir os passos para configuração do computador via proxy.

Siga as instruções abaixo para cada navegador:

Mozilla Firefox

Resultado de imagem para mozilla

Com o navegador aberto, clique em Ferramentas  e escolha na lista Opções. Automaticamente uma caixa irá se abrir. Clique no ícone Avançado, escolha a aba logo abaixo Rede e clique em Configurações.

Na caixa de Configuração de Conexão, clique na opção Configuração Manual de Proxy e no campo HTTP  insira acesso.unifesp.br  e no campo Porta, 8080 e depois clique em OK.

Ao abrir uma janela no navegador, uma caixa irá pedir login e senha da Intranet.

Internet Explorer

Resultado de imagem para explorer

Com o navegador aberto, clique em Ferramentas  e escolha na lista Opções da Internet. Automaticamente uma caixa irá se abrir. Clique na aba Conexões, e clique no botão Configurações da LAN.

Marque a opção Usar um servidor proxy para rede local, e no campo Endereço insira acesso.unifesp.br  e no campo Porta 8080 e após clique em OK

Quando for abrir outra janela o navegador pedirá login e senha da Intranet.

Google Chrome

 Resultado de imagem para Google Chrome

Nos controles do navegador, clique em Configurações, vá até o final da parte inferior da tela e clique em Mostrar configurações avançadas. Na opção Rede, clique em Alterar configurações de proxy … E então, uma caixa irá se abrir. Clique na opção Conexões e numa caixa na parte inferior com a descrição Configurações da Lan. Na parte do Servidor Proxy coloque no campo Endereço acesso.unifesp.br e no campo Porta 8080 e clique em OK.

Quando for abrir outra janela o navegador pedirá login e senha da Intranet.

Subcategorias

Subcategorias

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse