Portal do Governo Brasileiro Atualize sua Barra de Governo

Licitação de obras na Unifesp tem sucesso na sua primeira fase

Construtoras se apresentaram para pré-qualificação para obras em vários campi

No dia 1º. de setembro foram abertos envelopes de pré-qualificação de construtoras para quatro grandes obras estratégicas da Unifesp nos campi Osasco, Diadema, Baixada Santista e Zona Leste, somando mais de 110 mil m2 de área a ser construída.

Dezenove empresas compareceram à sessão de licitação, entregando sua documentação para habilitação técnica, financeira e jurídica. Este fato demonstra o acerto na modalidade escolhida pela Unifesp.

Na próxima fase, as empresas qualificadas irão concorrer com propostas para as obras. Assim que os projetos executivos de cada campus forem concluídos e licenciados, as construtoras competirão obra a obra. As primeiras obras a serem licitadas em segunda fase serão as do Campus Diadema e a do Campus Osasco.

Nota a respeito do corte no orçamento de capital das Universidades Federais

Como anunciado anteriormente, o Ministro da Educação afirmou, em 12 de maio de 2015, que a manutenção das Universidades Federais seria preservada dos cortes; restava ainda o anúncio sobre os recursos de capital.
Após várias semanas de espera, no dia 11 de junho, o MEC anunciou um corte (redução no limite de empenho) de 47% nos orçamentos de capital em todas as Universidades Federais. No caso da Unifesp, isso representa uma redução de R$ 25 milhões em investimentos em projetos, obras, acervos, equipamentos e mobiliário, entre outros bens de capital – orçamento que já estava aquém das nossas necessidades.
Diversas Universidades Federais e a Unifesp, em especial, estimuladas pelo governo federal nos últimos anos, vêm realizando uma enorme expansão de vagas, sem o planejamento e o investimento em infraestrutura à altura dessa ampliação, além da necessária modernização e regularização de nosso patrimônio construído.
Quando, recentemente, começamos a nos organizar para viabilizar o atendimento às demandas acumuladas em planejamento, projetos e obras, graças a uma ação coordenada de reitoria e as direções dos campi, novos servidores e novos procedimentos de trabalho, sobretudo na área de arquitetura e engenharia – fomos surpreendidos com um corte violento em nosso orçamento, que poderá comprometer e adiar diversas ações que já estavam maduras para início de obras, de diversos portes.
Assim, a Reitoria e os Diretores dos campi abaixo assinados protestam e reafirmam o compromisso com a Universidade Pública – que para tanto precisa de infraestrutura adequada. É o momento, em situação de estagnação e desemprego, de investir em obras de edifícios educacionais e seus equipamentos, como medida contracíclica. A “Pátria Educadora” precisa dos investimentos que lhe façam jus.

São Paulo, 17 de Junho de 2015.

Profa Dra. Soraya S. Smaili
Reitora

Profa Dra. Rosana Puccini
Diretora do Campus São Paulo

Profa Dra. Sylvia Helena Batista
Diretora do Campus Baixada Santista

Profa Dr. João Alexandrino
Diretor do Campus Diadema

Profa Dra. Marineide de Oliveira Gomes
Diretora em exercício do Campus Guarulhos

Profa Dra. Luciana Onusic
Diretora do Campus Osasco

Profa Dr. Luiz Leduíno Salles Neto
Diretor do Campus São José dos Campus

Pedágio Ecológico (pelo projeto de extensão Socioambiental) foi realizado no centro de Diadema

Na sexta-feira,dia 15 de maio, foi realizado o Pedágio Ecológico (pelo projeto de extensão Socioambiental) no centro de Diadema. O evento contou com a presença de 26 pessoas, sendo estes alunos e professores da Unifesp e colaboradores do Jardim Botânico de São Paulo. No dia foram distribuídos 500 folders e 200 mudas de plantas.
 

Subcategorias

Subcategorias