A publicação está disponível para download gratuito

Publicado em Notícias Arquivadas

O Campus Baixada Santista totalizava, em 2018, oito programas e 50 projetos de extensão ativos, um terço do total da instituição

Entreteses050 ISS IMAR 
Fotografia: José Luiz Guerra

 

Luciana Togni de Lima e Silva Surjus 
Coordenadora da Câmara de Extensão e Cultura do Campus Baixada Santista

Liu Chiao Yi Inoue
Vice-coordenadora da Câmara de Extensão e Cultura do Campus Baixada Santista

Anthony Andrey Diniz
Representante da Câmara de Extensão e Cultura do Campus Baixada Santista

Marcella Santos
Secretária executiva da Câmara de Extensão e Cultura do Campus Baixada Santista

Gelson Ribeiro dos Santos
Estudante do curso de Engenharia Ambiental

O compromisso com uma formação cientificamente qualificada e socialmente referenciada faz o Campus Baixada Santista da Unifesp se destacar com um terço do total das ações extensionistas, finalizando 2018 com oito programas e 50 projetos de extensão ativos. Das 8 áreas temáticas propostas pelo Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Instituições Públicas de Educação Superior Brasileiras (Forproex), os oito programas desenvolvidos em 2018 vincularam-se aos Direitos Humanos e Justiça (33,4%), Saúde (33,3%), Educação (22,2%) e Trabalho (11,1%). Sendo desenvolvidos pelos departamentos de Políticas Públicas e Saúde Coletiva (67%), de Biociências, de Ciências do Movimento Humano, e de Gestão e Cuidados em Saúde (respectivamente, cada um com 11% dos programas ativos).

Já os projetos contemplaram quase a totalidade das temáticas previstas, com exceção da Comunicação, tendo em sua distribuição a predominância nas áreas da Saúde (48%), seguidos de Cultura (13,5%), Educação (13,5%), Meio Ambiente (9,6%), Direitos Humanos e Justiça (7,7%), Trabalho (5,8%), Tecnologia e Produção (1,9%). Foram desenvolvidos em sua maioria pelos departamentos de Ciência do Movimento Humano (27,8%), de Políticas Públicas e Saúde Coletiva (14,8%), de Gestão e Cuidados em Saúde (13%), de Saúde, Clínicas e Instituições (11,1%) e 11,1% pelo Imar/Unifesp, ainda em 2018 enquanto departamento.

Comparando com o ano de 2014, podemos observar a ampliação das áreas de inserção, inicialmente com um predomínio dos projetos na área da Saúde (66,3%), com maior crescimento percebido nas áreas do Meio Ambiente e da Cultura atrelado à expansão da atuação do recente Imar/Unifesp que, naquele ano, realizava apenas 1,3% dos projetos de extensão do campus.

A inscrição comunitária segue se intensificando na Baixada Santista em 2019, tendo em curso 72 projetos com relevante potencial inovador e de transformação social. A Câmara de Extensão e Cultura vem engendrando esforços para realizar o georreferenciamento dos mesmos, visando aumentar sua visibilidade e acompanhar os impactos dessa inserção.

 

Campus Baixada Santista • Extensão em números:
58 programas e projetos de extensão
7 cursos de aperfeiçoamento e especialização
2 programas de residência multiprofissional
118 cursos de extensão e eventos
Dados de 2018
 
Publicado em Edição 12

Sessão solene celebrou os 15 anos da criação do campus

Publicado em Boletins Arquivados

Palestras ocorrem aos sábados, às 10h, no Espaço Cultural da Fundação Pinacoteca Benedicto Calixto 

Publicado em Eventos Arquivados
Palestra tem inscrições abertas até 11 de outubro
Publicado em Eventos Arquivados

Metodologia desenvolvida possibilitou reconstruir o histórico de chuvas dos últimos 30 mil anos da bacia hidrográfica do Parnaíba

Publicado em RELEASES
Evento, que será realizado no dia 23 de outubro, traz uma mostra interativa sobre os seus cursos de graduação
Publicado em Eventos Arquivados

Além de compartilhar o conhecimento adquirido com a população da Baixada Santista, Ana Carla Nogueira criou empresa de produtos biodegradáveis 

Publicado em Notícias Arquivadas

Cinco unidades ajudam a suprir a demanda da região que, até 2004, só contava com instituições privadas de ensino superior e cursos isolados de uma universidade pública estadual

Entreteses11 p056 baixadaSantista

 

O Campus Baixada Santista da Unifesp é o primeiro de universidade pública, instalado em Santos em 05 de setembro de 2004, sendo resultado do processo de expansão da instituição, que buscou responder a uma demanda histórica da região, aliando a formação de profissionais qualificados à pesquisa, inovação e extensão. Em 2006 são implantados os primeiros cursos de graduação, na área da saúde, ampliando-se a oferta de novos cursos nos anos de 2009, 2012 e 2015.

Nessa trajetória, instalam-se o Instituto de Saúde e Sociedade (ISS/Unifesp) e, mais recentemente, o Instituto do Mar (IMar/Unifesp) – Campus Baixada Santista, constituídos por cinco unidades (duas na Vila Matias, sendo uma delas o Edifício Central do campus, duas na Ponta da Praia e outra na Vila Belmiro) e abrigam 2.005 estudantes de graduação matriculados em seus nove cursos, oferecidos nas áreas de Educação Física, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia, Terapia Ocupacional, Serviço Social, Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia do Mar (BICT-Mar), Engenharia Ambiental e Engenharia de Petróleo e Recursos Renováveis. As avaliações realizadas pelo Ministério da Educação (MEC) colocam as graduações do ISS/Unifesp e do IMar/Unifesp em posições de excelência no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), com notas 4 e 5 (na escala de 0 a 5).

Na pós-graduação stricto sensu, os institutos oferecem dez programas de mestrado e doutorado nas áreas Interdisciplinar em Ciências da Saúde; Alimentos, Nutrição e Saúde; Bioprodutos e Bioprocesssos; Ciências do Movimento Humano e Reabilitação; Biodiversidade e Ecologia Marinha e Costeira; Serviço Social e Políticas Sociais; Ensino em Ciências da Saúde; Análise Ambiental e Interdisciplinar em Ciências do Mar. Já em lato sensu, são sete cursos nas áreas de Fisiologia do Exercício, Fisioterapia, Saúde do Idoso, Biotecnologia, Neurociências e Engenharia de Segurança do Trabalho.

A intensa formação científica e os inúmeros projetos de pesquisa também colocam o Campus Baixada Santista como um dos mais produtivos da Unifesp, com parcerias científicas com grupos de pesquisa de instituições nacionais e internacionais.

A extensão universitária inscreve-se como uma forte vocação do campus, abrangendo atualmente 12 programas sociais e 72 projetos de extensão que traduzem o engajamento de professores, técnicos e estudantes com as demandas sociais e a parceria com a comunidade na construção de uma educação superior socialmente referenciada.

Pós-graduação em números:

7 programas de pós-graduação
10 cursos de pós-graduação
6 cursos de mestrado acadêmico
1 curso de mestrado profissional
3 cursos de doutorado
343 estudantes de mestrado acadêmico
60 estudantes de mestrado profissional
105 estudantes de doutorado
137 docentes/orientadores credenciados
407 estudantes titulados até 2018


Dados extraídos do Sistemas Integrado de Informações Universitárias (SIIU) em 28/3/2019

 
Publicado em Edição 11
Página 1 de 3