Quinta, 15 Agosto 2019 07:58

Unifesp lidera ranking de eficácia nos gastos públicos

Ministério da Economia avaliou 184 órgãos federais por meio do Raio-x da Administração Pública Federal Direta, Autárquica e Fundacional

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) foi classificada como a primeira colocada no quesito custeio per capita, apresentando o menor valor dentre os 184 órgãos avaliados pelo Raio-X da Administração Direta, Autárquica e Fundacional, elaborado pelo Ministério da Economia (ME). Quanto menor o valor desse índice, melhor é a taxa de eficiência na utilização dos recursos públicos recebidos.

“Isso é o resultado de um planejamento, da responsabilidade e do compromisso com o recurso público, com a instituição pública e com a educação em todo o território nacional”, celebrou Soraya Smaili, reitora da Unifesp, que também parabenizou e agradeceu todas as pessoas que participaram do processo. Já a pró-reitora de Administração da Unifesp, Tania Mara Francisco, explicou que desde 2015 a instituição vem aprimorando sua gestão e o uso dos recursos, melhorando seus processos internos e capacitando as equipes para o planejamento das contratações com eficiência, realizando procedimentos licitatórios bem-sucedidos e a gestão adequada de serviços e contratos. “Essas ações contribuíram para o alcance desse importante resultado que muito nos orgulha”, completa.

Sob supervisão da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital (SEDGG/ME), o Raio-X da Administração Pública Federal Direta, Autárquica e Fundacional é um painel que consolida os principais indicadores de gestão da Administração relativos ao ano de 2018, contendo informações sobre custeio administrativo, patrimônio da União, pessoal, cargos e funções, serviços compartilhados e transformação digital. A iniciativa tem como objetivos promover e fomentar processos de racionalização, eficiência administrativa, benchmarks entre instituições, fortalecendo os sistemas informatizados e a exatidão de seus dados. A plataforma é alimentada por informações provenientes dos Sistemas Estruturantes (SIAPE, SIGEPE, SIORG, SIAFI e SICONV).

Baixo índice de absenteísmo

Outro índice analisado, no qual a Unifesp também se destacou, foi o de absenteísmo que, em 2018, foi de 3,3%, inferior à média do universo de órgãos e entidades da Administração Direta, Autárquica e Fundacional, que foi de 5,6%. O absenteísmo são as ocorrências de afastamento da força de trabalho (servidores ativos ocupantes de cargos efetivos, cargos em comissão sem vínculo, empregados públicos e profissionais contratados temporariamente) do ambiente de trabalho, tais como faltas não justificadas, afastamentos para tratamento de saúde, licença maternidade, falecimento de familiares, entre outros.

Lido 4436 vezes Última modificação em Sábado, 21 Setembro 2019 08:49

Mídia