Quarta, 12 Junho 2019 12:19

Unifesp participa da inauguração do CAP-ESMPU

Centro de Apoio em São Paulo faz parte do projeto de regionalização das atividades da Escola Superior do Ministério Público da União

CAP ESMPU portal
O procurador-chefe da Procuradoria da República em São Paulo (PR/SP), Thiago Lacerda Nobre, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e a reitora da Unifesp, Soraya Smaili

Na sexta-feira (7/6), a Reitoria da Unifesp, representada pela reitora Soraya Smaili e pela assessora do Gabinete Larissa Beltramim, participou da inauguração do Centro de Apoio da Escola Superior do Ministério Público da União (CAT-ESMPU) em São Paulo. O evento contou com a presença da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, do vice-procurador-geral do Trabalho, Luiz Eduardo Bojart, e do procurador-chefe da Procuradoria da República em São Paulo (PR/SP), Thiago Lacerda Nobre.

O Centro de Apoio da ESMPU em São Paulo faz parte do projeto de regionalização das atividades de formação dos servidores do Ministério Público, e almeja a interação com outras escolas de formação do Ministério Público e do Poder Judiciário e com as universidades públicas, visando aprofundar o diálogo com a sociedade em temas de relevante interesse público para o fortalecimento da educação e da garantia de direitos humanos, como a promoção da igualdade de gênero nas instituições públicas e no sistema judicial.

“A Unifesp tem uma parceria estratégica com o Ministério Público Federal, no âmbito do Acordo de Cooperação Técnica 100/2018, que permite o desenvolvimento de ações de cooperação técnica e científica nas áreas de ensino, pesquisa, extensão, e desenvolvimento institucional, mediante a implementação de ações, projetos e/ou atividades conjuntas que assegurem a realização de suas missões e objetivos institucionais, de interesse mútuo”, detalha Beltramim.

Durante o encontro a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, convidou a reitora Soraya Smaili para realizar audiência em Brasília, com a presença das reitoras das universidades federais, para a discussão sobre a educação e políticas de igualdade de gênero nas instituições públicas.

Leia mais aqui.

 

Lido 1586 vezes Última modificação em Quarta, 19 Junho 2019 13:29

Mídia