Quinta, 24 Agosto 2017 17:14

Resultado do recredenciamento da Unifesp é apresentado em evento na Reitoria

Na ocasião também foram apresentados os resultados preliminares do perfil de graduandos ingressantes em 2016 e da pesquisa de auto avaliação institucional

Por José Luiz Guerra

Docentes, técnicos administrativos em educação e estudantes da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) estiveram presentes, no último dia 22 de agosto, em evento realizado no anfiteatro da Reitoria, que teve como objetivo, apresentar os resultados do processo de recredenciamento da instituição junto ao Ministério da Educação (MEC), no qual obteve a nota máxima (5), tornando-se a única universidade federal paulista a conquistar essa marca.

Ieda Maugeri, presidente da Comissão Própria de Avaliação (CPA/Unifesp) e assessora do Gabinete da Reitoria, apresentou com detalhes os pontos nos quais a instituição foi avaliada e quais as notas recebidas em cada item. Segundo ela, a obtenção da nota máxima significa o cumprimento do papel da universidade, abrangendo ensino, pesquisa e extensão e sua contribuição para com a sociedade. “Esse foi o primeiro processo de recredenciamento da Unifesp após o início da expansão e receber a nota máxima comprova o nosso compromisso de manter a universidade nos mais altos patamares”, disse.

Ieda explicou também que o recredenciamento, fundamental para a continuidade das atividades das instituições de ensino, foi um processo muito criterioso, acompanhado de perto pela CPA/Unifesp, embasado em uma vasta documentação, e em reuniões in loco com a comunidade. “Os avaliadores salientaram a qualificação do corpo docente, a qualidade dos cursos e da comunicação, além do programa de assistência estudantil e da produção discente”, completou.

A reitora da Unifesp, Soraya Smaili, celebrou o resultado da avaliação e afirmou que os poucos pontos nos quais a universidade não recebeu nota máxima, como infraestrutura, motivam a comunidade a trabalhar mais para melhorá-los. “A expansão aconteceu, mas sem o acompanhamento da infraestrutura. Hoje temos diversos projetos executivos prontos para serem licitados e estamos atuando para solucionar os atuais problemas”, comentou a reitora. Ela também reforçou a necessidade da luta pela defesa da universidade pública e gratuita.

Apresentação do perfil de ingressantes

Na ocasião também foram apresentados pelos pró-reitores de Graduação Isabel Quadros e de Assuntos Estudantis, Anderson Rosa, os resultados preliminares do perfil do ingressante na Unifesp no ano de 2016, o primeiro da vigência da lei que 50% das vagas das universidades federais ao sistema de cotas. O estudo foi conduzido pela Comissão para o Estudo do Perfil dos Estudantes de Graduação da Unifesp (CEPEG).

Dentre os principais resultados, destacam-se o crescimento do número de ingressantes que cursaram o ensino médio integralmente em escolas públicas (55%) em comparação ao ano de 2015 (48,3%) e do de estudantes com renda per capita de até um salário mínimo e meio - 63%, ante 53,5% no ano anterior.

Também foi apresentado pela pesquisadora institucional da Unifesp, Lidiane Cristina da Silva, os resultados do questionário de auto avaliação da Unifesp, respondido por mais de 2 mil membros da comunidade, o que ajudará a instituição a detectar quais pontos devem ser melhorados e o que precisa ser mantido, a fim de continuar com a nota máxima nas avaliações.

Recredenciamento Unifesp
Ieda Maugeri apresentado o processo de recredenciamento da Unifesp

Lido 5718 vezes Última modificação em Quarta, 22 Novembro 2017 14:38

Mídia