Quarta, 24 Maio 2017 19:07

Nota do Conselho Universitário da Unifesp sobre o agravamento da crise nacional

A atual crise política, ética, social e econômica no Brasil ganhou graves proporções após as denúncias envolvendo as mais altas autoridades brasileiras, parlamentares e grandes corporações. 

Ante este cenário, o Conselho Universitário da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), vem a público manifestar a posição pela apuração rigorosa das denúncias recebidas, conduzida com o mais absoluto rigor e imparcialidade, avaliadas as consequências de seus atos, com as devidas penalidades cabíveis. Todas as medidas devem ser realizadas dentro da normalidade institucional e do Estado de Direito.

Adicionalmente, a atual conjuntura demanda amadurecimento e debate na sociedade sobre os rumos a serem tomados. É fundamental que projetos de reformas que envolvem direitos da população sejam rediscutidos, com maior intensidade e participação, após o término deste período de crise e instabilidade institucional.

No atual momento é essencial que o setor público e seus serviços à população sigam funcionando com os recursos necessários, assegurando à população a garantia de seus direitos, especialmente à saúde e à educação. 

Ao mesmo tempo, a Educação Pública, que já vem sofrendo seriamente com a crise política e econômica dos últimos anos, não pode seguir penalizada e acumulando problemas e cortes que comprometem suas atividades. Nosso Hospital Universitário (Hospital São Paulo) vive grave crise de financiamento e teve que cortar atendimentos à população. As Universidades Federais estão sofrendo fortes restrições orçamentárias que levam a situações limite de gestão e operação, prejudicando severamente as condições de ensino, pesquisa e extensão.

A Unifesp coloca-se, como já vem fazendo, à disposição da sociedade brasileira para contribuir com estes debates e na busca de soluções aos graves problemas enfrentados.

Conselho Universitário
Universidade Federal de São Paulo
São Paulo, 24/05/2017

Lido 7253 vezes Última modificação em Quinta, 08 Junho 2017 13:42

Mídia