Quinta, 13 Abril 2017 19:13

Reunião entre Unifesp e Prefeitura de Diadema sela novas perspectivas de parcerias

Encontro objetivou buscar apoio para obras, reformas, melhorias no entorno das unidades, reforço na segurança e criação de linha de ônibus

Equipes da Unifesp e da Prefeitura de Diadema

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e Prefeitura de Diadema reuniram-se, na manhã do dia 13 de abril, na sede do executivo municipal, com o intuito de discutir a situação do campus na cidade. As instituições mantêm parceria desde 2007, ano da instalação do campus na cidade.

No encontro, a universidade solicitou à prefeitura a indicação de um órgão municipal que articule todas as ações com a Unifesp, melhorias nas condições de uso do edifício da Fundação Florestan Fernandes e no entorno das unidades, com apoio da Guarda Civil Metropolitana para a manutenção da segurança, a criação de uma linha de ônibus circular entre as unidades, a instalação de placas indicativas da presença da instituição na cidade e a defesa junto ao Consórcio Regional do ABC e aos deputados federais da região do financiamento do Plano Diretor de Infraestrutura do campus.

IMG 9381 reduzido
Equipes da Unifesp e da Prefeitura de Diadema reunidas nesta quinta-feira (13)

Estiveram presentes na reunião, por parte da Unifesp, a reitora Soraya Smaili, a pró-reitora de Assuntos Estudantis, Andrea Rabinovici, o pró-reitor adjunto de Planejamento, Pedro Arantes, a diretora do Escritório Técnico de Apoio à Gestão e Assuntos Estratégicos (ETAGAE), Tania Mara Francisco, a assessora de Gabinete Gabriela de Brelaz, o diretor do Campus Diadema, João Alexandrino, e o arquiteto do campus, Alex Sartori. Pela Prefeitura de Diadema, estiveram o prefeito Lauro Michels, o vice-prefeito e secretário de governo, Márcio Guidício, o secretário de Planejamento e Gestão Pública, Francisco Rocha, e o diretor-presidente da Fundação Florestan Fernandes, Cacá Vianna, além da Secretária de Educação, Tatiane Ramos.

Soraya iniciou a reunião falando a respeito do início das obras do primeiro edifício definitivo do campus. Arantes, por sua vez, explicou a situação orçamentária da instituição e pediu apoio da prefeitura para a execução da obra. “Temos projetos prontos e orçamento aprovado, mas precisamos de liberação de verba de capital”. Com total interesse da permanência da Unifesp na cidade, Michels afirmou que tem mantido contato frequente com o Ministério da Educação, a fim de tentar ajudar a universidade a obter recursos.

Sobre o edifício da Fundação Florestan Fernandes, a reitora explicou que, pelo fato do imóvel ser cedido à Unifesp por cinco anos, não há recursos e nem possibilidade legal da universidade realizar as obras dos telhados que, segundo Arantes, não comportaria grandes volumes de chuvas. Para tal ação foi sugerido pelo prefeito o contato com empresários da região, com o intuito de que o executivo municipal e a Unifesp possam conseguir doações para as intervenções necessárias junto às indústrias da região. Já Soraya recomendou que a fundação e a direção do campus se reúnam para discutir possíveis alternativas. A conclusão da obra do primeiro edifício definitivo possibilitaria a devolução do prédio à fundação, já que as atividades poderão ser desenvolvidas no novo imóvel. Alexandrino lembrou que a Unifesp dispõe de cursos que vão ao encontro do perfil industrial do município, mais um motivo para a consolidação do campus na cidade.

Em relação à segurança, zeladoria e transportes, o prefeito providenciou reuniões entre a Unifesp e os responsáveis por cada pasta, visando a solução em curto prazo das demandas. Soraya reforçou o pedido de articular ações junto aos deputados federais que representam o ABC paulista para ações junto ao Ministério da Educação, visando a liberação de recursos já aprovados pela Lei Orçamentária Anual. Foram também marcadas reuniões entre a direção do Campus Diadema e as Secretárias de Educação e de Comunicação para inúmeras possibilidades de parcerias.

Sobre as ações de médio e longo prazo, o diretor do campus, João Alexandrino, sugeriu a possibilidade de se estudar parcerias para trabalhar pelo desenvolvimento da região do ABC Paulista. O secretário de Planejamento e Gestão Pública, Francisco Rocha, por sua vez, convidou a Unifesp para participar dos estudos de revitalização e desenvolvimento da cidade. Ambas equipes saíram motivadas com as possibilidades de trabalho e compromissos conjuntos. 

A pedido da Reitora será providenciada uma sessão comemorativa dos dez anos da Unifesp em Diadema, junto à Câmara Legislativa. A data será marcada e anunciada.

Lido 739 vezes Última modificação em Quarta, 26 Abril 2017 20:47

Mídia

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse