Sexta, 21 Outubro 2016 17:29

Secretaria Municipal de Saúde e Unifesp ampliam Programa Telessaúde Redes

Medida visa promover melhoria da qualidade da assistência na Atenção Básica no Sistema Único de Saúde

Por José Luiz Guerra

Em evento realizado no último dia 19 de outubro, na Prefeitura de São Paulo, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) anunciaram a ampliação do Programa Telessaúde Redes.

Estiveram presentes na mesa de abertura a coordenadora da Regulação do Município de São Paulo Elaine Giannotti, o secretário municipal de Saúde, Alexandre Padilha, a presidente do Comitê Municipal Telessaúde Redes, Ana Estela Haddad, a coordenadora da Produção de Fontes da Informação da Biblioteca Regional de Medicina (PFI/Bireme), Veronica Abdala e a chefe de Gabinete da Unifesp, Maria José Fernandes.

Padilha afirmou que os equipamentos que receberam o serviço estão localizados em áreas prioritárias da rede municipal. “Estamos com 122 unidades e vamos trabalhar para chegar a 256 UBSs. Esses equipamentos escolhidos atendem a maior parte dos usuários e também estão nas áreas mais vulneráveis”. Já Ana Estela disse que a iniciativa contribui para o avanço da informatização da rede municipal de saúde. “A telessaúde do município inova em duas questões: a primeira é que foi desenvolvida uma plataforma que tem condições de estar integrada ao prontuário eletrônico, e a segunda é que os teleconsultores são da própria rede. Quando isso acontece, as respostas são contextualizadas dentro do que é possível fazer na nossa rede”. Maria José Fernandes, por sua vez, avaliou o projeto como positivo: “Esse projeto é muito interessante e sua ampliação entre as UBS tem sido possível cada vez mais com a participação da Unifesp”.

Fruto de uma parceria entre a Unifesp, por meio da Secretaria de Educação a Distância (Sead) e o Ministério da Saúde, o Núcleo do Programa Nacional Telessaúde Brasil Redes funciona em regime de cooperação técnica, administrativa e científica, com o objetivo de assegurar a implantação deste Núcleo na universidade e no Município de São Paulo, com 121 pontos de conexão, prioritariamente nos pontos de difícil acesso e áreas remotas e de maior vulnerabilidade, para melhoria da qualidade da assistência na Atenção Básica no Sistema Único de Saúde por meio de diferentes estratégias educacionais, formativas e de suporte.

Pela Unifesp, são membros do Núcleo Técnico-Científico do Programa Telessaúde Brasil Redes o coordenador, Cicero Inacio da Silva, a coordenadora adjunta, Claudia Novoa Barsottini, o secretário da Sead, Alberto Cebukin, a coordenadora da Universidade Aberta do Brasil (UAB), Izabel Meister, e o docente do Departamento de Informática em Saúde (DIS), Ivan Pisa.

* Com informações da SECOM da Prefeitura de São Paulo

Mesa de abertura do evento de ampliação do Programa Telessaúde Redes (Créditos: Edson Yukio Hatakeyama - Núcleo Executivo Telessaúde)

Mesa de abertura do evento de ampliação do Programa Telessaúde Redes (Créditos: Edson Yukio Hatakeyama - Núcleo Executivo Telessaúde)

 

Lido 6108 vezes Última modificação em Sexta, 04 Novembro 2016 15:44

Mídia