Imprimir esta página
Sexta, 21 Outubro 2016 17:02

Unifesp e Siemens firmam termo de cooperação

Acordo possibilitará o desenvolvimento de projetos de pesquisas sobre tecnologia biomagnética

Por Antonio Saturnino

Acordo Siemens 1
Da esquerda para a direita: Soraya Smaili, Fabiano Paixão e Tiago Ramos, da Siemens

Na tarde da última quarta-feira (19/10), a Siemens Healthineers firmou um acordo de cooperação com a Unifesp, por meio do Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT), Campus São José dos Campos. Com o convênio, a empresa dará apoio para o desenvolvimento do projeto de pesquisa intitulado "Uso de tecnologias para avaliações de técnica biomagnética: Tomógrafo Biomagnético", do professor Fabiano Paixão.

A Siemens fará um investimento de cerca de R$ 8 milhões, que será utilizado na readequação do espaço físico de parte do ICT-Unifesp, bem como na instalação de equipamentos de diagnóstico clínico e por imagem. Os aparelhos serão utilizados para propiciar o desenvolvimento e validação do Tomógrafo Biomagnético e também poderão ser utilizados em outras pesquisas do Professor Paixão.

Para a viabilização do projeto, a Unifesp fez um investimento de R$ 3 milhões, os quais foram utilizados na compra do prédio que abrigará o Centro de Inovação de Engenharia Biomédica. Já o desenvolvimento do Tomógrafo Biomagnético faz parte de um projeto de pesquisa financiado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), no valor de cerca de R$ 2,5 milhões.

O termo de cooperação também contempla a cessão de materiais técnicos para o aprimoramento das aulas do curso de Engenharia Biomédica, o uso dos equipamentos nas aulas de graduação, parceria de estágio e o desenvolvimento conjunto de cursos de especialização para os engenheiros e profissionais que atuam nas áreas da saúde relacionadas aos equipamentos.

O professor Paixão ressalta a importância do acordo. “Acreditamos que essa parceria propiciará o desenvolvimento significativo do ensino, pesquisa e extensão, bases da universidade. Além disso, promoverá a aproximação do conhecimento acadêmico da universidade com o conhecimento tecnológico do setor produtivo”, finaliza.​

Acordo Siemens 2

Da esquerda para a direita: Fabiano Paixão, Soraya Smaili  e Tiago Ramos

 

Lido 6797 vezes Última modificação em Quinta, 23 Novembro 2017 16:45

Mídia