Sexta, 15 Abril 2016 20:55

Unifesp e Universidade de Groningen iniciam discussões para colaboração em pesquisa sobre envelhecimento

Instituição holandesa é uma das pioneiras no mundo em estudos sobre o tema

Por Ana Cristina Cocolo

Na manhã da quinta-feira, 14/4, uma reunião realizada no anfiteatro Leitão da Cunha, no Campus São Paulo, marcou o início de uma parceria científica internacional entre a Unifesp e a Universidade de Groningen (Holanda) na área de envelhecimento.

A universidade holandesa é uma das pioneiras no mundo em estudos sobre o assunto e o tema "longevidade/envelhecimento" é um dos eixos transversais de pesquisa estabelecidos pela reitoria da Unifesp, o qual conta com mais de 130 docentes e pesquisadores em todos os campi da universidade. Assim, o encontro foi capaz de permitir que pesquisadores de ambas universidades estabelecessem prioridades de pesquisas, as quais poderão ser trabalhadas em conjunto. A delegação de Groningen, liderada pelo vice-reitor Jasper Knoester, foi recebida pela vice-reitora da instituição, Valeria Petri, pelos pró-reitores de Pós-Graduação e Pesquisa, Maria Lucia Formigoni, e de Planejamento, Esper Abrao Cavalheiro, além da diretora da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp), Emilia Inoue Sato.

De acordo com Esper Cavalheiro, que intermediou o encontro, a parceria é importante para ambas as universidades. “Temos muito a receber e a contribuir, já que possuímos um espectro de pesquisadores qualificados e interessados, cujo trabalho vai desde os estudos genéticos e genômicos até a elaboração de políticas públicas relacionadas ao envelhecimento humano ”, afirmou ele, que também é professor do Departamento de Neurologia e Neurocirurgia da EPM/Unifesp e membro da Academia Brasileira de Ciências.

O próximo passo será formular o documento de parceria com os setores de Relações Internacionais de ambas instituições.​

AcordoUniversidadeGroningen

Lido 8588 vezes Última modificação em Quinta, 23 Novembro 2017 17:33

Mídia