Quinta, 19 Novembro 2015 11:33

Unifesp, USP e UFRGS assinam acordo de cooperação acadêmica

O objetivo é estabelecer um Programa de Pós-Graduação Especial Internacional Tripartite em Neurociência Translacional do Desenvolvimento;
 
Durante o curso, uma lista de disciplinas será oferecida em inglês.

Por Mariane Santos

site 1

Na última quarta-feira, 18, os reitores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Soraya Soubhi Smaili; da Universidade de São Paulo (USP), Marco Antonio Zago; e da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Carlos Alexandre Netto, se reuniram e assinaram um acordo de cooperação que estabelece o desenvolvimento de um Programa de Pós-Graduação Especial Internacional Tripartite em Neurociência Translacional do Desenvolvimento.
 
É um programa de doutorado internacional que tem como alvo atrair estudantes de alto nível, brasileiros e estrangeiros, para realizar o doutorado no campo de Psiquiatria do Desenvolvimento. A decisão se fortaleceu por se tratarem de universidades de excelência e alta qualidade, além de apresentarem programas de Pós-Graduação em Psiquiatria com nota da CAPES, em nível internacional; e possuem experiência e engajamento através de atividades sinérgicas nos atuais projetos de pesquisa do Instituto Nacional de Psiquiatria do Desenvolvimento (INPD).
 
Cada instituição nomeará um coordenador responsável que implementará o programa, projetos de pesquisa e todas as atividades que envolverão o convênio.
 
Serão selecionados 18 pós-graduandos talentosos (quatro estudantes de doutorado e dois candidatos ao pós-doutorado por ano, por três anos (dois ligados a cada instituição/ ano) para participarem do programa, que conta com orientação e aprendizagem com os melhores recursos humanos reconhecidos em Psiquiatria do Desenvolvimento no país - Departamento de Psiquiatria da Unifesp, Instituto de Psiquiatria da USP e o Departamento de Psiquiatria da UFRGS.
 
As vagas serão anunciadas nos níveis nacional e internacional, por meio de jornais científicos reconhecidos, e serão selecionados com base em Curriculae Vitae e potencial para a ciência apresentado. A seleção se dará por um grupo formado por orientadores indicados pelos departamentos de psiquiatria das instituições.
 
Os estudantes envolvidos no programa de intercâmbio circularão pelas três instituições, mesmo que eles estejam ligados a uma delas. Durante o curso, uma lista de disciplinas será oferecida em inglês.
 
O certificado do Programa Especial de Pós-Graduação Tripartite em Psiquiatria Translacional do Desenvolvimento será emitido, comum às três instituições, sem prejuízo do diploma do programa regular ao qual o estudante está vinculado.
 
Soraya Smaili avalia o acordo como uma nova fase. “Temos que acolher e dar boas-vindas a ideias como essa. É uma iniciativa que reproduzirá o conhecimento e será modelo para outras áreas. Isso dará visibilidade internacional às instituições”.
 
“É promissora a cooperação entre os três grupos de excelência pelos quais, de certa forma, temos o profundo interesse em promovermos no Brasil. Esses últimos tempos tem havido um interesse muito grande na internacionalização, na cooperação internacional, acordos com universidades estrangeiras. O Brasil precisa disso. Essa é uma oportunidade de usarmos a excelência que nós temos e isso servirá de modelo”, comemorou Marco Antonio Zago.
 
“Trata-se de um acordo pioneiro no Brasil, significativo, que reúne três universidades com programas com foco na neurociência, uma área importante na pesquisa. Temos tudo para dar certo e alavancar com parceiros muito próximos. O programa tem a vertente de aproximar os estudantes internacionais e estamos potencializando as boas iniciativas das universidades”, disse o reitor da UFRGS.

Também participaram da cerimônia de assinatura do acordo o presidente da Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional da USP, Raul Machado Neto; o pró-reitor adjunto de Pós-Graduação, Marcelo Cândido da Silva; o professor titular do Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina, Eurípedes Constantino Miguel; o professor do Departamento de Psiquiatria da Unifesp, Jair Mari; e o diretor do Programa de Déficit de Atenção/Hiperatividade da UFRGS, Luis Augusto Rodhe.

 

Lido 6321 vezes Última modificação em Quinta, 24 Março 2016 17:17

Mídia

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse