Quarta, 16 Setembro 2015 13:08

ProPessoas elabora ações para uma política de gestão das vagas dos TAEs

Propostas visam minimizar as desigualdades entre os campi da Unifesp

Ciente das desigualdades da alocação de técnicos administrativos em educação (TAEs) entre os campi da Unifesp e da necessidade de maior número de servidores para a realização dos trabalhos da universidade, a Pró-Reitoria de Gestão com Pessoas (ProPessoas) tem realizado ações no sentido de propor uma política de gestão das vagas dos TAEs da instituição.

Já estão em andamento o I Censo de Servidores da Unifesp, iniciado em junho de 2015, cujo prazo para participação foi prorrogado até o dia 15 de novembro de 2015, e o mapeamento da alocação das vagas recebidas pela universidade no período do Reuni, ocorrido entre os anos de 2005 e 2012.

Também estão sendo atualizadas as pactuações internas com os campi, tendo como referência as nomeações e posses de TAEs a partir dos editais de concursos públicos (001-2013 – finalizado e 179-2014, ainda em vigência com alguns cargos).

“Além disso, foi constituído um grupo de trabalho para a elaboração de indicadores internos à universidade que possibilite a realização de um primeiro projeto de dimensionamento interno”, explica Norberto Lobo, diretor do Departamento de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas.

Para esse projeto, serão considerados as características dos campi, os espaços organizacionais acadêmicos, administrativos e de assistência à saúde, bem como os indicadores utilizados pelo MEC para as pactuações, que são as razões aluno/professor (RAP) e aluno/TAE (RAT). A apresentação desses indicadores está prevista para fevereiro de 2016.

 

Lido 6958 vezes Última modificação em Terça, 08 Dezembro 2015 12:11

Mídia