Quinta, 20 Agosto 2015 13:37

Reitoria e servidores abordam demandas relacionadas às melhorias das condições de trabalho

Encontro visa dar transparência às ações da gestão e estabelecer diálogo com a comunidade

foto site

A Reitoria da Unifesp esteve reunida nesta terça (18/08) com servidores e colaboradores do prédio da Reitoria para discutir as melhorias das condições de trabalho no local. O encontro visa dar transparência às ações da gestão e estabelecer diálogo com a comunidade.

A ideia é instituir um cronograma de reuniões periódicas e a criação de regulamentos para utilização dos espaços comuns do prédio, como o espaço de convivência do 6º andar, o saguão e o estacionamento. “Essas conversas aprimoram nossos processos de trabalho e indicam soluções”, disse a reitora Soraya Smaili.

Algumas iniciativas já tomadas foram apresentadas durante a reunião. A pró-reitora de Gestão com Pessoas, Rosemarie Andreazza, citou as conversas que têm sido feitas com a Polícia Militar para a melhoria do policiamento da região e o convênio com a receita que possibilitaria a doação de equipamentos e materiais para utilização nos espaços de convivência.

Pedro Arantes, pró-reitor-adjunto de Planejamento, falou sobre a contratação do projeto de modernização do ar-condicionado e a disponibilização de equipamentos para a acessibilidade do prédio, como a aquisição de uma máquina de elevação de cadeiras de rodas. A criação de um setor de registro de diplomas, que já tem sido discutida entre algumas Pró-Reitorias, foi citada pela chefe de gabinete, Maria José da Silva Fernandes.

Na ocasião, os trabalhadores apresentaram necessidades específicas como a instalação de um bicicletário, que já está em andamento, a realização de atividades culturais e de ginástica laboral e a sinalização e indicação dos setores, de forma a garantir uma homogeneidade na comunicação visual (em contratação).

Ao final do encontro, foi sugerida a criação de grupos de trabalho temáticos, de acordo com as principais reivindicações apresentadas, que irão debater as propostas e as possibilidades de execução. Além disso, será formada uma comissão provisória com representantes dos setores, ainda a ser definida em uma convocação geral, para estudar as questões relacionadas à valorização das condições de trabalho.

 

Lido 5083 vezes Última modificação em Terça, 13 Outubro 2015 17:34

Mídia