×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 429
Sexta, 10 Janeiro 2014 11:57

Assinado protocolo de intenções para instalação de sede do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia em São Paulo

Acordo viabilizará a criação de um serviço especializado no Hospital Municipal Arthur Ribeiro de Saboya

Foi assinado, nesta sexta-feira (10/01), em evento na Reitoria da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), um protocolo de intenções entre a universidade, o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO), órgão vinculado ao Ministério da Saúde, e a Secretaria Municipal da Saúde.

O acordo viabilizará a instalação de um centro de referência para tratamento de doenças e traumas ortopédicos de média e alta complexidade, no Hospital Municipal Arthur Ribeiro de Saboya, situado na zona Sul de São Paulo. A implantação de um serviço especializado em traumatologia, ortopedia e reabilitação em São Paulo configura uma iniciativa importante, uma vez que a região necessita da criação de centros de excelência com este perfil de atendimento, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em sua primeira etapa de instalação, serão oferecidos 40 de um total de 80 leitos previstos. Para a reitora Soraya Smaili, a assinatura deste termo suprirá a carência de centros públicos para tratamento de traumas ortopédicos e possibilitará a formação de mais médicos e residentes nessa área. “Em São Paulo, o trauma e suas sequelas são a principal causa de morte entre pessoas com até 44 anos”.

A reitora salientou que a Escola Paulista de Medicina, por intermédio do departamento de Ortopedia e Traumatologia, e a Escola Paulista de Enfermagem serão fundamentais no desenvolvimento deste projeto, cumprindo assim o papel social da universidade.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, afirmou que a questão do trauma necessita de uma política específica, com ênfase em ações de prevenção. “Hoje, o Brasil vive uma epidemia de acidentes de trânsito, e os atendimentos do SUS decorrentes desses traumas têm aumentado mais que o número de óbitos”.

De acordo com o secretário Municipal de Saúde, José de Filippi Júnior, o acordo irá aperfeiçoar o atendimento a pessoas com traumas ortopédicos na cidade de São Paulo. O secretário citou a relação entre a saúde e a mobilidade urbana em grandes centros. De acordo com ele, somente em dezembro de 2013, dos 30 mil atendimentos realizados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), quase 10 mil estavam relacionados a quedas, acidentes de trânsito e traumas diversos.

A ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, ressaltou o que “esse termo de cooperação fará com que a cidade de São Paulo dê um grande passo, não só no combate aos acidentes e aos traumas, mas também na implementação de uma saúde pública de qualidade, digna e respeitosa”.

Também estiveram presentes na cerimônia de assinatura do termo o senador Eduardo Suplicy, o secretário Nacional de Atenção à Saúde, Hélvécio Miranda Magalhães Júnior, o secretário-adjunto de Estado da Saúde, Wilson Pollara, o diretor do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia, João Antônio Mateus Guimarães, o chefe do departamento de Ortopedia e Traumatologia da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp), Moisés Cohen, a diretora do Campus São Paulo, Rosana Puccini, o diretor da Escola Paulista de Medicina, Antonio Carlos Lopes, a diretora da Escola Paulista de Enfermagem, Sonia Maria Oliveira de Barros, o diretor superintendente do Hospital São Paulo, José Roberto Ferraro, o presidente do Conselho Gestor do Hospital São Paulo, Alvaro Nagib Atallah, entre outras autoridades.

 

Lido 5305 vezes Última modificação em Quarta, 14 Outubro 2015 18:10

Mídia