×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 429
Quarta, 12 Fevereiro 2014 10:02

Reitora da Unifesp participa do Marco Inaugural dos polos da UAB

Soraya Smaili representou as 12 instituições de ensino que participam do projeto

A reitora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Soraya Smaili, participou do Marco Inaugural dos polos da Universidade Aberta do Brasil (UAB) na cidade de São Paulo, evento que lançou as primeiras 18 unidades da UAB, situadas nos Centros Educacionais Unificados (CEU). A cerimônia ocorreu na manhã desta terça feira, 11 de fevereiro, na Praça das Artes, situada no centro de São Paulo.

A UAB é um sistema integrado por universidades públicas que oferece cursos de nível superior para camadas da população que têm dificuldade de acesso à formação universitária, por meio do uso da metodologia da educação à distância. O público em geral é atendido, mas os professores que atuam na educação básica têm prioridade de formação, seguidos dos dirigentes, gestores e trabalhadores em educação básica dos estados, municípios e do Distrito Federal.

Na solenidade de abertura estiveram presentes, além da reitora, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, o ministro da Educação, Henrique Paim, o secretário municipal de Educação de São Paulo, Cesar Callegari, o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Jorge Guimarães e a secretária adjunta de educação do município, Joane Vilela, além dos reitores das outras 11 instituições que, juntamente com a Unifesp, oferecem cursos de educação à distância por meio da UAB.

Em sua fala, Callegari classificou como vibrante a parceria da prefeitura com a UAB e afirmou ser um dever da cidade garantir educação de qualidade a todos. “Este marco inaugural é a confirmação do compromisso que o governo tem de investir toda sua energia e capacidade para dar toda a estrutura para nossos educadores terem uma formação continuada” disse. Sua secretária adjunta, Joane Vilela, fez uma breve apresentação dos 18 polos entregues na ocasião, e falou sobre os outros 14 que serão entregues em breve, totalizando 32. “Agora as mães podem deixar seus filhos na educação infantil e pegá-los já formados”, brincou.

A reitora da Unifesp, Soraya Smaili, que representou as demais universidades colaboradoras, cumprimentou todos os presentes, em especial o ministro da Educação, Henrique Paim, e o prefeito e ex-ministro da mesma pasta, Fernando Haddad. “Nosso papel como universidade pública é ser acessível, permitir a inclusão de jovens e pessoas que talvez não teriam outras oportunidades. E o ensino a distância proporciona isso”, disse a reitora. Soraya falou também sobre o grupo de trabalho formado pela instituição e pela prefeitura logo no início de ambas as gestões e se colocou à disposição dos governos municipal e federal para futuras colaborações.

Jorge Guimarães, presidente da Capes saudou a amiga e ex-aluna Soraya e ressaltou a imediata aceitação da proposta feita pela UAB em coordenar as suas atividades. “Temos uma grande satisfação em ver que pudemos colaborar um pouco para a construção de algo tão espetacular como esses polos”, disse. O ministro Paim parabenizou Fernando Haddad pela condução da estruturação da política educacional brasileira enquanto ministro da Educação. Além disso, fez um agradecimento pessoal. “Minha ascensão a ministro está associada ao trabalho que fizemos juntos”.

Sobre a educação nacional, Paim ressaltou o compromisso do governo federal de fortalecer a educação básica e melhorar continuamente a qualidade dos professores e atrelou esse salto de qualidade à influência da Capes. Destacou também a relevância da UAB na formação docente. “As condições de infraestrutura dos polos são de excelência e queremos que elas sirvam para fazer com que os professores tenham orgulho em participar da UAB e ter um certificado de qualidade.”

Por fim, Fernando Haddad, dirigindo-se à Paim, afirmou que a presidenta Dilma Rousseff fez uma justa homenagem ao nomeá-lo ministro, depois de 10 anos de trabalho no MEC. “Paim é uma pessoa que tem a educação na palma da mão e certamente trará propostas inovadoras, que serão consequência de seu trabalho”. Quebrando o protocolo, o prefeito pediu aplausos individuais para cada um dos 12 reitores presentes. Sobre a criação dos polos, Haddad reafirmou a qualidade contida nos cursos, já que o conteúdo será elaborado por instituições de excelência. “Essas instituições deram as mãos para São Paulo para contribuir com a nossa educação básica e um gesto desses deve ser reconhecido como um gesto transformador. Sem professor de qualidade, não há boa educação em lugar nenhum do mundo”, finalizou.

Unifesp na UAB

A Unifesp foi a primeira universidade a aderir ao sistema UAB, no ano de 2005 e o curso de especialização em Informática em Saúde foi o primeiro a ser ofertado. Atualmente o sistema UAB na Unifesp faz a gestão de 12 cursos, sendo 6 ativos e 6 em processo de implantação, com oferta de mais de 8 mil vagas de cursos à distância. Os cursos são ministrados em 57 polos, que serão expandidos a 71 ainda em 2014.

Lido 5431 vezes Última modificação em Quarta, 14 Outubro 2015 18:29

Mídia